G1 Mundo

Vladimir Kara-Murza, opositor do governo Putin, é condenado a 25 anos de prisão

today17 de abril de 2023 7

Fundo
share close

Kara-Murza foi julgado por traição e divulgação de informações falsas. Ele estava em prisão preventiva desde abril do ano passado.


Vladimir Kara-Murza em imagem de outubro de 2021 — Foto: Alexander Nemenov/ AFP



Opositor do governo russo, Vladimir Kara-Murza, foi condenado a 25 anos de prisão por traição e divulgação de informações falsas no contexto da guerra na Ucrânia.

O tribunal russo completou o processo envolvendo o ativista anti-Kremlin cerca de 1 ano depois de quando ele foi detido em prisão preventiva.

Kara-Murza é um ex-jornalista próximo do opositor Boris Nemtsov, que foi assassinado a tiros perto do Kremlin em 2015, e de Mikhail Khodorkovsky, um ex-oligarca que se tornou crítico do presidente Vladimir Putin.

O opositor, que continua morando na Rússia, afirmou que foi envenenado duas vezes, em 2015 e 2017, devido as suas posições políticas.

Kara-Murza foi declarado “agente estrangeiro” junto com vários jornalistas, incluindo Alexei Venediktov, diretor da estação de rádio Eco de Moscou.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

eua-diz-que-atividade-com-helicoptero-no-norte-da-siria-matou-lider-do-estado-islamico

G1 Mundo

EUA diz que atividade com helicóptero no norte da Síria matou líder do Estado Islâmico

Washington confirma que operação tinha como alvo o "responsável pelo planejamento de ataques terroristas no Oriente Médio e Europa". O Centro de Comandos dos Estados Unidos, (CentCom) disse nesta segunda-feira (17) que liderou uma operação contra um líder do Estado Islâmico, no norte da Síria. A atividade feita com helicóptero matou o homem que era visto pelos EUA como o "responsável pelo planejamento de ataques terroristas no Oriente Médio e […]

today17 de abril de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%