G1 Mundo

A explicação do governo dos EUA para onda de óvnis nos anos 1960

today9 de março de 2024 12

Fundo
share close

Agora, as autoridades divulgaram mais dados coletados pelos pequisadores do Pentágono.

O relatório afirma que “não há evidências” de que autoridades americanas tinham tido contato com formas de vida extraterreste.

O relatório faz parte de uma ampla tentativa pública do governo dos EUA de examinar relatos de avistamentos de óvnis.



O esforço incluiu reuniões com funcionários da Nasa (a agência espacial americana) e audiências no Congresso.

Feito pelo Escritório de Resolução de Anomalias em Todos os Domínios (AARO) do Pentágono, o relatório afirma que a opinião pública foi influenciada pela cultura pop.

Uma “narrativa particularmente persistente”, disseram os pesquisadores, é a que diz que o governo supostamente teria resgatado espaçonaves e restos alienígenas e conspirado para manter em segredo sua exploração alienígena.

“A proliferação de programas de televisão, livros, filmes e a vasta quantidade de conteúdo na internet e nas redes sociais sobre óvnis provavelmente influenciou o debate público sobre este tópico e reforçou essas crenças em alguns setores da população”, diz o relatório.

O Pentágono é o centro de inteligência do governo dos EUA — Foto: Getty Images/Via BBC

O porta-voz do Pentágono, major-general Pat Ryde, disse que os responsáveis pelo relatório fizeram a pesquisa com “a mente aberta”, mas simplesmente não encontraram nenhuma evidência de presença alienígena.

“Todos os esforços investigativos, em todos os níveis de acesso a documentos secretos, concluíram que a maioria dos objetos observados eram fenômenos comuns que não foram identificados corretamente”, disse o major-general Pat Ryde.

De acordo com uma pesquisa da consultoria Gallup de 2021, pouco mais de 40% dos americanos acham que espaçonaves alienígenas já visitaram a Terra. Dois anos antes, o percentual era de 33%.

Aviões espiões e balões de altitude

A AARO examinou arquivos e documentos secretos e revisou todas as investigações oficiais do governo que remontam a 1945.

Os pesquisadores se debruçaram sobre rumores acerca de espaçonaves alienígenas e descobriram, por exemplo, que um suposto memorando vazado em 1961 sobre óvnis não era autêntico.

Eles também analisaram uma amostra de “nave espacial alienígena” coletada por uma organização civil e viram que ela não era feita de material de outro mundo, mas sim de magnésio, zinco e bismuto.

O relatório lista novas tecnologias que os pesquisadores acreditam que levaram a picos nos registros de objetos voadores não identificados nas décadas de 1950 e 1960.

Força aérea americana abate OVNI

Força aérea americana abate OVNI

A lista inclui o avião espião U2 e balões de altitude — um dos quais inspirou ondas de especulação sobre óvnis quando caiu perto de Roswell, no Estado americano do Novo México, em 1947.

Mais da metade dos registros de óvnis investigados na época foram determinados como sendo voos de reconhecimento feitos pelos militares dos EUA, de acordo com uma avaliação da CIA (Agência Central de Inteligência).

Uma série de projetos secretos envolveram o desenvolvimento de aeronaves que pareciam circulares ou em forma de disco, indo ao encontro da imagem de naves alienígenas na imaginação popular.

Um exemplo dessa semelhança foi o caça-bombardeiro canadense VZ-9AV Avrocar, projetado para decolar e pousar verticalmente.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

policiais,-deputados-e-moradores-fazem-ato-em-apoio-a-operacao-verao-da-pm-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Policiais, deputados e moradores fazem ato em apoio a Operação Verão da PM no litoral de SP

Uma manifestação a favor da Operação Verão na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, reuniu moradores, representantes de associações, policiais militares e deputados estaduais, que integram a chamada 'Bancada da Bala'. O ato ocorreu, na manhã deste sábado (9), na Praça das Bandeiras, na orla da praia do Gonzaga, em Santos, no litoral de São Paulo. Um palanque montado no meio da praça recebeu autoridades e integrantes de movimentos […]

today9 de março de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%