G1 Mundo

Agência diz que foto de Elizabeth II tirada por Kate Middleton em 2022 foi ‘digitalmente aprimorada’

today20 de março de 2024 9

Fundo
share close

A Getty Images, uma das maiores agências de fotos do mundo, anunciou nesta terça-feira (19) que uma foto antiga da rainha Elizabeth II foi “digitalmente aprimorada na origem”. A agência não especificou o que foi “aprimorado”. Segundo a Reuters, a foto foi alterada digitalmente em oito lugares. (Veja na foto acima)

A foto foi tirada pela princesa Kate Middleton em meados de 2022 e mostra Elizabeth II, morta em setembro daquele ano, com seus netos e bisnetos. A imagem foi publicada nas redes sociais do Palácio de Kensington, residência oficial de Kate e do príncipe William, em 21 de abril de 2023, dia em que a ex-monarca completaria 97 anos.

“Nota do editor: a imagem foi aprimorada digitalmente na fonte”, diz um alerta que a agência colocou na legenda da foto em seu site.



A Reuters submeteu a foto a uma análise pelos seus editores de fotos, que constataram a alteração digital da foto em oito lugares onde a imagem foi claramente alterada por meio de clonagem digital. A clonagem digital envolve copiar pixels para mover ou mascarar objetos ou áreas em uma foto.

Segundo a agência de notícias, ainda não foi possível identificar por que as alterações foram feitas na foto.

Cosultada pela Reuters, o Palácio de Kensington se recusou a comentar sobre a fotografia.

O jornal britânico “The Guardian” listou e explicou alguns pontos da imagem em que há suspeitas de manipulação:

  • O príncipe Louis, em pé no canto direito, teria sido movido para trás e as listras de sua camisa teriam sido replicadas sob o braço do sofá. Sua cabeça também estaria muito iluminada em uma parte.
  • Os cachos de cabelo de Mia Tindall, sentada à esquerda da rainha Elizabeth II e com um bebê no colo, se repetiriam exatamente no estofamento do sofá, caindo enquanto ela se inclina em volta da cabeça de seu irmão, Lucas.
  • O desenho do carpete desaparece subitamente no canto inferior direito.

Essa é a segunda foto da família real britânica colocada sob suspeita de alguma edição em pouco mais de uma semana e também envolve a princesa Kate Middleton, que foi pivô de uma polêmica na semana passada. (Leia mais abaixo)

Na ocasião, o Palácio de Kensington, responsável pela comunicação de Wiliam e Kate, publicou uma foto de Kate com os filhos.

No dia seguinte, o Palácio de Kensington publicou um comunicado assinado por Kate no qual ela reconheceu que houve manipulação na imagem. A princesa de Gales afirmou ainda na nota que ela mesma fez a edição da foto, em que aparece sentada e rodeada pelos três filhos — segundo o palácio, o príncipe William fez a foto.

“Como muitos outros fotógrafos amadores, eu experimento editar as fotos de vez em quando. Queria expressar minhas desculpas por qualquer confusão que a foto de família que compartilhamos ontem causou. Espero que todo mundo tenha passado um feliz Dia das Mães (que no Reino Unido se celebra em 10 de março)”, afirmou Kate, no comunicado.

A foto de Kate Middleton ao lado dos filhos Louis, George e Charlotte feita para o Dia dos Mães que a princesa de Gales reconheceu ter sido editada. — Foto: Príncipe William/Palácio de Kensington

Horas mais tarde da divulgação da foto, a agência de notícias norte-americana Associated Press divulgou que excluiria a foto de seu catálogo porque havia identificado sinais de manipulação. Outras duas grandes agências, a Reuters e a France Presse, fizeram o mesmo com a imagem, que chegou a ser publicada no g1.

“(…) A AP posteriormente retirou a imagem [de seu catálogo] porque, após uma inspeção mais detalhada, deu-se a impressão de que a fonte havia manipulado a imagem de uma forma que não atendia aos padrões fotográficos da AP. A foto mostra uma inconsistência no alinhamento da mão esquerda da princesa Charlotte”.

Primeira aparição pública

Página do TMZ com vídeo de Kate e William — Foto: Reprodução

O palácio não havia informado anteriormente que ela seria submetida a uma operação e também não deu nenhum detalhe sobre o que foi o procedimento.

A princesa de Gales teve de passar 13 dias internada em um hospital de Londres. E, mesmo depois de receber alta, teve a orientação médica de permanecer em casa e longe da agenda oficial até depois da Páscoa.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

hong-kong-aprova-lei-de-seguranca-com-pena-perpetua;-medida-e-vista-como-um-novo-passo-da-repressao-da-china-na-ilha

G1 Mundo

Hong Kong aprova lei de segurança com pena perpétua; medida é vista como um novo passo da repressão da China na ilha

Segundo a agência de notícias Associated Press, os críticos da nova lei afirmam que o texto torna Hong Kong mais parecida com a China. A nova lei de segurança foi vista como um novo passo na repressão chinesa sobre a ilha. Hong Kong pertenceu ao Reino Unido até 1997, quando passou a fazer parte da China. Na ocasião, foi feito um acordo conhecido como “um país, dois sistemas”, pelo qual […]

today20 de março de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%