G1 Mundo

América Latina precisa de ‘estabilidade’ e ‘Estado democrático de direito’, diz Mercadante sobre crise no Peru

today7 de dezembro de 2022 9

Fundo
share close

Coordenador dos grupos técnicos da transição de governo, o ex-ministro Aloizio Mercadante disse nesta quarta-feira (7) que a América Latina precisa de “estabilidade” e “Estado democrático de direito”, ao comentar a crise política no Peru, que levou à destituição do presidente Pedro Castillo.

“Nós não temos ainda todas as informações disponíveis, mas tem uma questão fundamental. A América Latina precisa de democracia, estabilidade das instituições, estado democrático de direito, respeito à soberania do voto. Qualquer tentativa de construir soluções que não passem por eleições limpas, legítimas e reconhecidas e que haja quebra da institucionalidade já mostrou que traz imensos prejuízos à sociedade”, afirmou Mercadante.

Mais cedo, Castillo fez uma transmissão pública para anunciar a dissolução do Congresso e convocar novas eleições, em resposta ao último pedido de impeachment que sofreu. Durante o anúncio de dissolução do Congresso, Castillo afirmou que iria instituir um governo de exceção, declarando estado de emergência.



A manobra de Castillo não funcionou. O Parlamento ignorou a dissolução e se reuniu para aprovar o pedido de impeachment do presidente. A Suprema Corte do Peru classificou a atitude de Castillo como golpe de Estado e determinou que a vice, Dina Boluarte, assuma a Presidência.

Castillo foi preso momentos depois, enquanto se preparava para deixar o palácio do governo.

O ex-ministro Fernando Haddad disse que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) conversou com a embaixada do Brasil em Lima para obter informações sobre a situação política peruana.

“Eu não acompanhei, mas sei que o presidente manteve contato com a embaixada e com as autoridades brasileiras para se apropriar do que tinha acontecido. Mas eu não acompanhei os telefonemas porque eu estava em outra reunião”, disse Haddad.

“É sempre de se lamentar que um presidente eleito democraticamente tenha esse destino, mas entendo que tudo foi encaminhado no marco constitucional. O que o Peru e a América do Sul precisam neste momento é de diálogo, tolerância e convivência democrática, para resolver os verdadeiros problemas que todos enfrentamos”, diz Lula.

No comunicado, Lula também disse esperar que a nova presidente do país vizinho, Dina Boluarte, tenha “êxito em sua tarefa de reconciliar o país e conduzi-lo no caminho do desenvolvimento e da paz social”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

dina-boluarte-assume-a-presidencia-do-peru-apos-impeachment-de-pedro-castillo

G1 Mundo

Dina Boluarte assume a presidência do Peru após impeachment de Pedro Castillo

Dina Boluarte, que era a vice-presidente de Pedro Castillo, assumiu a presidência do Peru nesta quarta-feira (7) e, assim, tornou-se a primeira mulher a liderar o país. A nova presidente fez seu juramento no Congresso. O presidente da Câmara, José Williams Zapata, passou a faixa para ela. Ao assumir, Dina disse que houve uma tentativa de golpe de Estado de Pedro Castillo, e que o Congresso evitou isso. A nova […]

today7 de dezembro de 2022 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%