G1 Mundo

Análise genética de corpos confirma morte de Prigozhin, chefe de exército mercenário russo

today27 de agosto de 2023 4

Fundo
share close

A morte de Yevgeny Prigozhin, chefe do Grupo Wagner, foi confirmada após análises genéticas dos corpos encontrados no local do acidente aéreo, afirmam autoridades russas.

O Grupo Wagner, de Prigozhin, é um exército de mercenários que atuou na invasão à Ucrânia.

Após o acidente, a mídia russa noticiou que Prigozhin e Utkin teriam participado de um encontro com oficiais do Ministério de Defesa da Rússia antes de o avião decolar.



Morre Yevgeny Prigozhin, líder do grupo Wagner, grupo usado por Putin na guerra na Ucrânia. — Foto: Reuters

Prigozhin, de 62 anos, lidera um exército particular que atuou em diversas guerras, inclusive na atual invasão do território ucraniano pela Rússia. Linha auxiliar das forças russas, o Wagner, inicialmente, era um grupo formado por combatentes experientes. No entanto, a guerra foi se prolongando e Prigozhin começou a recrutar pessoas sem treinamento, especialmente detentos das prisões russas. O grupo liderou o ataque à cidade de Bakhmut, a batalha mais longa e sangrenta da guerra da Ucrânia até agora.

Os integrantes do Wagner chegaram a assumir o controle da cidade de Rostov-on-Don, no sul da Rússia, e derrubaram vários helicópteros militares russos. Os mercenários chegaram a avançar em direção a Moscou, ação considerada “traição” pelo presidente Vladimir Putin.

A revolta terminou com um acordo no qual o governo russo afirmou que, para evitar derramamento de sangue, Prigozhin e alguns de seus combatentes deveriam seguir em direção a Belarus. Se isso ocorresse, o líder não seria processado por rebelião armada.

Na segunda-feira (21), Prighozin publicou no Telegram um vídeo em que ele aparecia na África. Foi o primeiro vídeo que divulgado por ele desde que ocorreram os desentendimentos com o exército russo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

joias-do-estado:-ex-premie-e-ex-ditador-do-paquistao-foram-condenados-por-levar-rolex-e-outros-presentes;-relembre

G1 Mundo

Joias do Estado: ex-premiê e ex-ditador do Paquistão foram condenados por levar Rolex e outros presentes; relembre

No Paquistão, um ex-premiê foi condenado por vender joias do acervo oficial do país que ele ganhou. E, anos antes, um ex-ditador do Paquistão também foi acusado de levar um Rolex, joias e diamantes ao deixar o poder. Khan, que foi destituído do poder no fim de 2022 após perder uma moção de desconfiança no Congresso, levou do acervo do Estado itens como um anel, um par de abotoadoras e […]

today27 de agosto de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%