G1 Mundo

Após derrota nas eleições do Parlamento Europeu, Macron dissolve parlamento e convoca novas eleições na França

today9 de junho de 2024 2

Fundo
share close

O ultradireitista Jordan Bardella, que segundo estimativas obteve quase um terço dos votos nas eleições europeias na França neste domingo (9), instou o presidente Emmanuel Macron a convocar eleições legislativas antecipadas após a “retumbante derrota” do partido no poder.

“O presidente não pode ficar surdo à mensagem” enviada com este resultado, disse Bardella em sua primeira reação aos seus apoiadores, pedindo “solenemente” a Macron que convocasse eleições antecipadas na França.

saudou neste domingo o apelo do presidente Emmanuel Macron por novas eleições parlamentares, depois que o campo do presidente perdeu fortemente para o Comício Nacional nas eleições do país para a UE.



“Estamos prontos para assumir o poder se os franceses nos derem a sua confiança nas próximas eleições nacionais”, disse ela durante um comício.

Liderado pelo telegênico Jordan Bardella, de 28 anos, o RN obteve cerca de 32% dos votos na votação de domingo, mais que o dobro dos 15% da chapa de Macron, de acordo com as primeiras pesquisas de boca de urna.

Macron — Foto: Jornal Nacional/Reprodução

O presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento francês, neste domingo (9), e convocou novas eleições.

O anúncio ocorre após derrota de seu partido nas eleições do Parlamento Europeu para o partido de Marine Le Pen, política populista de extrema-direita.

Macron disse que a ascensão de nacionalistas é um perigo para as nações francesa e Europa. “O resultado das eleições da União Europeia não é bom resultado para o meu governo”, afirmou o presidente.

“Decidi devolver-vos a escolha do nosso futuro parlamentar através da votação. Estou, portanto, dissolvendo a Assembleia Nacional.”

A nova votação acontecerá em dois turnos, em 30 de junho (1º turno) e 7 de julho (2º turno).

A decisão de Macron acontece em meio à divulgação dos primeiros resultados das eleições parlamentares da União Europeia. Institutos de pesquisa franceses projetam o partido de extrema-direita Reunião Nacional à frente.

“Estamos prontos para assumir o poder se os franceses nos derem a sua confiança nas próximas eleições nacionais”, disse Marine Le Pen durante um comício neste domingo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

israel-estende-proibicao-a-al-jazeera-por-45-dias,-citando-ameaca-a-seguranca

G1 Mundo

Israel estende proibição a Al Jazeera por 45 dias, citando ameaça à segurança

O ordem para o fechamento dos escritórios locais da rede ocorreu no dia 5 de maio, e havia terminado no sábado (8). A medida extraordinária incluiu o confisco de equipamentos, corte da transmissão e bloqueio aos sites da Al Jazeera (Assista ao vídeo acima). A rede vinha cobrindo 24 horas por dia a guerra entre Israel e o grupo terrorista Hamas na Faixa de Gaza, apesar das ofensivas de Israel […]

today9 de junho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%