G1 Mundo

Assembleia Geral da ONU aprova resolução para trégua humanitária

today27 de outubro de 2023 4

Fundo
share close

Além da pausa, a resolução pede ajuda e acesso à Faixa de Gaza para proteção aos civis. O texto teve 120 votos a favor, enquanto 45 se abstiveram e 14 votaram não, incluindo Israel e os EUA.

A Assembleia Geral votou depois de o Conselho de Segurança ter falhado 4 vezes nas últimas duas semanas em tomar medidas. Após a aprovação, houve aplausos dos representantes dos países (veja no vídeo abaixo).



Aprovação de resolução de proteção de civis é aplaudida em Assembléia Geral da ONU

Aprovação de resolução de proteção de civis é aplaudida em Assembléia Geral da ONU

A resolução foi elaborada pelos estados árabes e não é vinculativa, mas tem peso político.

Uma outra emenda, essa proposta pelo Canadá, foi reprovada. Ela “rejeita e condena inequivocamente os ataques terroristas do Hamas” em Israel a partir de 7 de Outubro e a tomada de reféns.

Foram 88 votos a favor, 53 contra e 23 abstenções.

Aprovação pode isolar EUA e Israel

Apesar de as resoluções da Assembleia Geral não terem o mesmo peso legal que as decisões do Conselho de Segurança, elas funcionam como um indicador do consenso internacional

É o que pensa Alexandre Coelho, especialista em Política e Relações Internacionais e Secretário do Comitê de Pesquisa da Ásia e do Pacífico da International Political Science Association (IPSA).

“Uma resolução aprovada por uma grande maioria pode servir como um indicador forte do consenso internacional, o que pode, por sua vez, exercer pressão moral e política sobre os Estados em questão”, diz.

Se for adotada pela maioria de dois terços, assim como foi na votação desta sexta-feira, a resolução fornece orientações sobre a condução da guerra.

Coelho avalia que o impacto inicial da aprovação da resolução é o isolamento dos EUA e de Israel diante da comunidade internacional.

A aprovação da resolução pode impulsionar novas negociações no Conselho de Segurança, segundo Coelho. A situação pode ser favorável a uma eventual nova proposta brasileira.

”Podemos dizer que a Resolução é interessante e positiva para a diplomacia brasileira, na medida em que o Brasil pode negociar, junto com os países do Conselho de Segurança, uma nova resolução que atenda a todos. Mas veja, é difícil conseguir”, afirma.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

embaixada-brasileira-na-palestina-e-avisada-de-que-gaza-esta-sem-internet

G1 Mundo

Embaixada brasileira na Palestina é avisada de que Gaza está sem internet

A embaixada brasileira na Palestina foi avisada nesta sexta-feira (27) que a Faixa de Gaza está sem internet, em razão dos ataques de Israel à região. O aviso partiu da empresa de telefonia local, Jawal. "A nossos respeitáveis cidadãos em nossa amada terra, lamentamos anunciar a completa interrupção de todos os serviços de comunicação e internet na Faixa de Gaza, devido à agressão em curso", afirmou o comunicado compartilhado pela […]

today27 de outubro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%