G1 Mundo

Assessor de Biden visitará Brasília para discutir clima e combate a desmatamento, diz embaixada

today24 de fevereiro de 2023 11

Fundo
share close

Segundo a embaixada, Kerry permanecerá no Brasil entre os dias 26 e 28 de fevereiro e terá reuniões com representantes do governo Lula, do Congresso Nacional e da sociedade civil.

“Ele [Kerry] vai dar continuidade ao Grupo de Trabalho de Mudanças Climáticas Brasil-EUA, que os presidentes Biden e Lula relançaram durante a reunião de 10 de fevereiro. Kerry vai se reunir com funcionários do alto escalão do governo brasileiro, representantes do Congresso e líderes da sociedade civil”, informou a embaixada.

“Eles vão discutir oportunidades para o Brasil e os EUA colaborarem no combate à crise climática, coibindo e revertendo o desmatamento, avançando na transição para a energia limpa e construindo uma bioeconomia forte”, acrescentou.



Segundo o Itamaraty, Figueiredo deverá representar o Brasil em eventos internacionais sobre o clima e participar de discussões no exterior sobre o combate às mudanças climáticas.

Embora a lista de autoridades do governo brasileiro com as quais Kerry terá encontros ainda não tenha sido divulgada oficialmente, o g1 apurou que o assessor de Biden deve se reunir em Brasília com:

  • Geraldo Alckmin, vice-presidente da República e ministro da Indústria e Comércio Exterior;
  • Marina Silva, ministra do Meio Ambiente;
  • Sônia Guajajara, ministra dos Povos Indígenas;
  • Aloizio Mercadante, presidente do BNDES.

Lula e Biden no Salão Oval da Casa Branca, durante reunião nesta sexta-feira (10), em Washington. — Foto: Jonathan Ernst/Reuters

Criado em 2008 para financiar projetos de redução do desmatamento e fiscalização do bioma, o Fundo Amazônia ficou parado entre 2019 e 2022, na gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Ao tomar posse em janeiro deste ano, o presidente Lula determinou a reativação do fundo.

A Noruega e a Alemanha, principais doadores do fundo, já anunciaram a retomada das doações após a determinação de Lula – a União Europeia também informou que pretende contribuir com o fundo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

turquia-emite-regras-para-reconstrucao-apos-terremoto-deixar-milhoes-de-desabrigados

G1 Mundo

Turquia emite regras para reconstrução após terremoto deixar milhões de desabrigados

Mais de 160 mil edifícios, com um total de 520 mil apartamentos, desabaram ou foram severamente danificados na Turquia devido aos terremotos. O número de mortos pelo tremor passa 50 mil. Na Turquia, morreram 44.218 pessoas, enquanto o número na vizinha Síria, uma nação já devastada pela guerra, está em torno de 6.000. Pessoas recolhem itens em escombros na província de Hatay, Turquia — Foto: Eloisa Lopez/REUTERS O presidente turco, […]

today24 de fevereiro de 2023 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%