G1 Mundo

Avião é obrigado a interromper decolagem na Bolívia após cachorros invadirem pista e serem atropelados por trem de pouso

today28 de março de 2024 6

Fundo
share close

Uma aeronave teve que interromper a decolagem no aeroporto de La Paz, na Bolívia, depois de bater em —e atropelar— uma matilha de cachorros que havia invadido a pista.

O incidente ocorreu no final da noite de terça-feira (26), com um Boeing 737-800 da Boliviana de Aviación (Boa) que ia de La Paz para Cochabamba. Segundo a empresa, o impacto “afetou o trem de pouso e outras partes do avião”.

“Ressaltamos a perícia do piloto ao controlar a aeronave em um momento crítico da operação como a decolagem”, informou a Boa.



Não está claro como os cachorros conseguiram entrar na área do aeroporto e chegar à pista. Segundo o jornal “La Razón”, os cães morreram com o impacto.

A deputada boliviana Samantha Nogales era uma das passageiras. Na rede social X (ex-Twitter), ela disse que a aeronave foi atingida por 12 cachorros no momento da decolagem.

“Sofremos praticamente um atentado contra a vida porque o avião teve que fazer uma frenagem seca”, disse ela, que criticou a administração do aeroporto.

Nenhum passageiro ou tripulante se feriu. Os passageiros embarcaram em outra aeronave rumo a Cochabamba.

Autoridades da Bolívia anunciam investigação após incidente com avião que atropelou cachorros — Foto: Reprodução/Diretoria Geral de Aviação Civil da Bolívia

A Direção Geral de Aviação Civil (DGAC) da Bolívia anunciou que investigará o incidente.

“É um incidente menor, mas ainda assim terá que ser investigado para detectar a causa. Estamos em processo de análise de todo o perímetro do aeroporto e, uma vez que seja encontrada a causa que ocasionou a entrada dos cães, vamos tomar as medidas corretivas para que esse tipo de evento não volte a acontecer”, disse José Garcia, diretor-executivo da DGAC.

Segundo ele, o sistema elétrico da aeronave foi danificado pelo impacto.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

principal-orgao-judicial-da-onu-da-ordem-para-que-israel-garanta-ajuda-humanitaria-na-faixa-de-gaza

G1 Mundo

Principal órgão judicial da ONU dá ordem para que Israel garanta ajuda humanitária na Faixa de Gaza

A Corte Internacional de Justiça afirmou que já há fome na Faixa de Gaza e que Israel precisa 'adotar todas as medidas necessárias e eficazes' para a entrega de itens e serviços essenciais. Corte Internacional de Justiça pede que Israel garanta distribuição de alimentos em Gaza A CIJ é o principal órgão judicial da ONU e tem sede em Haia, nos Países Baixos. A corte afirmou que Israel deverá adotar […]

today28 de março de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%