G1 Santos

Bailarinos brasileiros são premiados em festival internacional em Nova York; VÍDEO

today21 de abril de 2024 6

Fundo
share close

Dois bailarinos de 16 anos de Santos, no litoral de São Paulo, levaram medalha de bronze no Festival Valentina Kozlova, que ocorreu em Nova York, nos Estados Unidos. Sabrina Rodriguez e Gesnier Eliseu, que arrecadou R$ 30 mil para tirar o passaporte e viajar devido à falta de recursos financeiros, são parceiros de dança há dois anos e meio.

Os dois adolescentes são alunos da academia Contrapasso, dirigida pela professora Mariluci Giannaccini. Eles receberam o convite para a competição internacional mundialmente reconhecida após se apresentarem no Festival Bravos, em São Paulo, em outubro do ano passado.

O Valentina Kozlova aconteceu entre os dias 8 e 12 de abril, período em que os competidores também tiveram diversas aulas. Com ensaios praticamente diários desde o início do ano, eles apresentaram o duo “Terra Seca” e tiveram como adversárias outras 11 duplas, de várias categorias e idades. A coreografia contemporânea do professor Leandro Soares levou a dupla ao pódio.



Dupla de Santos (SP) conquistou medalha de bronze em festival internacional realizado nos Estados Unidos — Foto: Reprodução/Redes sociais

Gesnier Eliseu teve o primeiro contato com a dança em fevereiro de 2019, em uma Organização Não Governamental (ONG). Ele ganhou uma bolsa na Contrapasso poucos meses depois e passou a integrar a equipe da academia.

Ele e Sabrina se conheceram em 2021, quando ele entrou para a mesma sala dela. Há cerca de dois anos e meio, eles ensaiam e se apresentam com o duo, que já rendeu vários prêmios em outras ocasiões.

“Quando entrou 2024, nós começamos a ensaiar diariamente. E era bem puxado, só domingo que a gente pegava para descansar, mesmo. Então, fazíamos de segunda a sábado”, disse ao g1 sobre a preparação.

Morador do bairro Paquetá, em Santos, o estudante contou com a ajuda de amigos, familiares e a própria academia de dança para custear a viagem a Nova York. Para juntar os R$ 30 mil necessários, eles fizeram rifas e “vaquinhas” por meses até conseguir o valor total.

“Eu acho que meu sentimento é mais de orgulho de mim mesmo. É bastante gratidão por todo mundo que me ajudou a poder estar lá e também a lapidar todos os dias a minha técnica na dança, não me deixar desistir”, comemorou.

Dançarinos de Santos (SP) Sabrina Rodriguez e Gesnier Eliseu durante ensaios do duo ‘Terra Seca’ — Foto: Flávia Sá

Diferente do amigo, Sabrina Rodriguez começou a usar as sapatilhas quando tinha somente quatro anos. Adepta do ballet, ela conheceu a dança contemporânea em 2019 e, em 2022, passou a ensaiar o duo com Gesnier.

A adolescente contou que ficou muito contente ao ir para os Estados Unidos, já que dançar em outro país era algo que almejava.

“Foi a primeira vez que eu dancei fora do país. Eu acho que foi uma experiência única. Sempre foi o meu sonho dançar fora do país, com várias pessoas de diferentes lugares. É uma realização para mim poder dançar em um festival internacional pela primeira vez”.

Sabrina e Gesnier no metrô de Nova York. — Foto: Thais Garcia

Thais Garcia, também professora da Contrapassou, foi quem acompanhou os alunos na aventura até os Estados Unidos. Segundo Mariluci, o espetáculo “Terra Seca” faz alusão à seca e à falta d´água encontrada em muitas regiões brasileiras.

Para ela, o prêmio representa uma conquista de “ver aquilo que você ama fazer brilhar”. Acompanhando o desempenho de Sabrina desde o início, ela considera que os dois alunos são muito dedicados.

“É tão difícil hoje famílias que acreditem na arte, jovens que acreditem na arte […] Os que acreditam, a gente fica muito feliz. Porque quem ama a arte, como nós professores, que vivemos disso, sabe que os poucos a gente tem que ajudar. E, é lindo”, disse.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

homem-com-deficiencia-intelectual-se-assusta-com-aranha,-sai-de-casa-e-desaparece-no-litoral-de-sp;-video

G1 Santos

Homem com deficiência intelectual se assusta com aranha, sai de casa e desaparece no litoral de SP; VÍDEO

Um homem, de 42 anos, desapareceu após sair de casa sozinho em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Ao g1, a família de Paulo Barbosa Leite relatou, neste domingo (21), que ele tem deficiência intelectual e não costumava sair sozinho antes do desaparecimento, que aconteceu há 11 dias. Imagens de câmeras de monitoramento flagraram o homem caminhando no escuro (assista acima). “A nossa família está desesperada”, disse a autônoma Patricia […]

today21 de abril de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%