G1 Santos

Baixada Santista chega a 2.420 casos de dengue, mas só uma cidade segue decreto de emergência do estado

today7 de março de 2024 1

Fundo
share close

A Baixada Santista tem 2.420 casos confirmados de dengue e 10 mortes em investigação. Os dados coletados pelo g1 são do período entre 1º de janeiro e o dia 6 de março e constam no painel de monitoramento da doença do Governo de São Paulo que, devido a alta de diagnósticos positivos, decretou estado de emergência para a dengue. A medida foi publicada no Diário Oficial.

Na região, apenas Bertioga decretou estado de emergência, que foi anunciado na última sexta-feira e tem validade de 180 dias (4 meses). A cidade é que soma mais casos confirmados da doença, com 899 infectados, mas nenhuma morte em investigação. O número equivale a 37,1% do total.

Ao decretar estado de emergência, os gestores públicos podem destinar recursos para ações contra a doença com maior agilidade e sem necessidade de licitação. A decisão também prevê a liberação de recursos do Governo Federal, tanto para o estado quanto aos municípios.



Depois de Guarujá, as cidades com mais casos confirmados da doença são: Guarujá, Santos e Praia Grande. Você confere abaixo a tabela com o número de infecções e mortes investigadas.

Casos de dengue na Baixada Santista

Cidades Casos Mortes confirmadas Mortes em investigação
Guarujá 842 0 5
Santos 335 0 2
São Vicente 84 0 0
Bertioga 899 0 0
Praia Grande 118 0 1
Mongaguá 11 0 0
Itanhaém 86 0 0
Peruíbe 28 0 1
Cubatão 17 0 1
Total 2.420 0 10

Guarujá, São Vicente, Mongaguá e Itanhaém informaram que não vão decretar estado de emergência no momento. A última cidade, no entanto, ressaltou que vai seguir as diretrizes estabelecidas na resolução publicada pelo Governo de São Paulo.

A Secretaria de Saúde de Cubatão informou ter montado em 21 de fevereiro o Grupo Técnico de Combate à Dengue. De acordo com a pasta, a equipe vai estudar o decreto do estado para uma eventual adesão.

A Prefeitura de Santos informou que vai analisar o decreto para saber se o estado de emergência se estenderá para todo o território paulista ou apenas para cidades específicas.

O g1 questionou as prefeituras de Peruíbe e Praia Grande a respeito do estado de emergência decretado pelo governo de São Paulo e qual é o número de casos da doença nas cidades, porém, não recebeu retorno até o fechamento desta matéria.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ouvidoria-rebate-secretario-de-seguranca-publica-de-sp-sobre-acoes-da-pm-no-litoral-de-sp-e-fala-em-‘cenario-de-massacre’

G1 Santos

Ouvidoria rebate Secretário de Segurança Pública de SP sobre ações da PM no litoral de SP e fala em ‘cenário de massacre’

O ouvidor da Polícia do Estado de São Paulo, Cláudio Aparecido da Silva, afirmou nesta quinta-feira (7) que a declaração do secretário da Segurança Pública do estado de São Paulo, Guilherme Derrite, não corresponde com a verdade. Derrite disse que não reconhece excessos na ação da Polícia Militar na Baixada Santista durante a Operação Escudo e a Operação Verão entre 2023 e 2024. Para a Ouvidoria, o "cenário é de […]

today7 de março de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%