G1 Santos

Baixada Santista registra seis mortes suspeitas de dengue em 2024

today27 de fevereiro de 2024 3

Fundo
share close

De acordo com o governo estadual, estão sendo investigadas mortes suspeitas de dengue em Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Praia Grande, Santos e São Vicente. Ao todo, foram confirmados 1.570 casos de dengue na Baixada Santista, além de 1.279 casos em investigação, 2.849 casos prováveis e outros 1.608 descartados.

A Secretaria de Saúde de Cubatão informou que uma morte confirmada em 9 de fevereiro está em investigação pelo Instituto de Análises Clínicas (IAL) por suspeita de dengue. O resultado do exame ainda não foi divulgado.

Em Guarujá, uma morte é investigada por suspeita de dengue. A Secretaria de Saúde informou que o óbito, de um homem de 35 anos, foi confirmado no último dia 20 de fevereiro. O município aguarda o resultado por parte Instituto Adolfo Lutz (IAL), que analisa o caso.



Até o momento, não há mortes confirmadas por dengue, chikungunya e zika no município. Fora isso, foram confirmados 461 casos de dengue, oito de chikungunya e nenhum de zika.

A Prefeitura de Itanhaém informou que a morte de uma paciente de 61 anos, ocorrida em 18 de fevereiro no Hospital Regional Estadual Jorge Rossmann, está sob investigação por suspeita de dengue.

A vigilância epidemiológica está aguardando os resultados dos exames para essa determinação. Até o momento, foram confirmados 44 casos de dengue no município em 2024, além de outros 111 que estão aguardando exames.

A Secretaria de Saúde de Santos informou que há uma morte em investigação. A administração aguarda o laudo do Serviço de Verificação de Óbito, do Governo do Estado de São Paulo, para confirmar ou descartar a dengue como causa da morte.

A Secretaria da Saúde de São Vicente (Sesau) informou que um caso de dengue está em investigação aguardando o resultado da análise. O tempo previsto para a conclusão do resultado é de aproximadamente 30 dias. Desde o início do ano, foram registrados 62 casos de dengue no município.

A administração destacou que os demais munícipes com sintomas são atendidos e orientados pelos profissionais de saúde sobre quais procedimentos médicos devem ser realizados em seguida.

A Prefeitura de Bertioga informou que não há registro de óbitos por dengue ou casos de zika e chikungunya. Até o momento, foram confirmados 814 casos de dengue no município.

A pasta reforçou que identifica e notifica os casos com prontidão, a partir dos testes rápidos NS1, realizados em todos os sintomáticos que buscam atendimento. Além disso, o município ampliou em 100% o número de Agentes de Endemias para o combate à doença, que realizam ações de bloqueio e eliminação de focos e criadouros do mosquito.

A Prefeitura de Mongaguá informou que não conta com nenhum óbito suspeito ou confirmado por dengue em 2024.

O g1 entrou em contato com as demais prefeituras, mas não teve retorno até a última atualização da reportagem.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

incendio-atinge-gabinete-na-camara-de-vereadores-de-sao-vicente,-sp

G1 Santos

Incêndio atinge gabinete na Câmara de Vereadores de São Vicente, SP

Suspeita é que fogo tenha sido causado por curto-circuito em uma das tomadas. Incêndio atingiu somente o gabinete da presidência da Câmara de São Vicente — Foto: Divulgação/Câmara de São Vicente Um incêndio atingiu o gabinete da presidência da Câmara de São Vicente, no litoral de São Paulo. O fogo causou danos nos equipamentos elétricos do local. Segundo apurado pelo g1, nesta terça-feira (27), ninguém ficou ferido. Em nota, a […]

today27 de fevereiro de 2024

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%