G1 Mundo

Biden assina ordem para restringir investimento em tecnologia chinesa

today9 de agosto de 2023 6

Fundo
share close

Em um sinal de acirramento de tensões entre as duas maiores potências do mundo, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou nesta quarta-feira (9) uma ordem executiva que pretende bloquear e regular os investimentos em alta tecnologia de empresas dos EUA na China.

Altos funcionários do governo disseram que o objetivo da nova medida é a segurança nacional e não interesses econômicos.

A ordem assinada por Biden pretende limitar a capacidade da China de usar os investimentos dos EUA em suas empresas de tecnologia para fortalecer suas Forças Armadas, ao mesmo tempo em que preserva níveis mais amplos de comércio que são vitais para as economias de ambas as nações.



Segundo membros do alto escalão do governo Biden, a China vem usando os investimentos dos EUA para apoiar o desenvolvimento de armas e modernizar suas Forças Armadas.

O governo consultou aliados e a indústria para moldar a ordem executiva, que será submetida ao Congresso e ao Senado dos EUA.

A previsão é que a medida não tenha dificuldades de passar pelas duas Casas porque também é uma prioridade bipartidária. Em julho, por uma votação de 91-6, o Senado acrescentou como uma emenda aos requisitos da Lei de Autorização de Defesa Nacional para monitorar e limitar os investimentos em países preocupantes, incluindo a China.

A medida também dá indícios de que os Estados Unidos e a China estão cada vez mais envolvidos em uma competição geopolítica, em paralelo à profunda relação comercial que existe entre os dois países, as maiores economias do mundo.

“A mensagem que (a ordem executiva) envia ao mercado pode ser muito mais decisiva”, disse Elaine Dezenski, diretora sênior da Fundação para a Defesa das Democracias. “As empresas norte-americanas e multinacionais já estão reexaminando os riscos de investir na China. Esse esfriamento agora corre o risco de se transformar em um congelamento profundo.”

Funcionários do governo Biden afirmaram que não têm interesse em isolar a China. Ainda assim, nos últimos meses, os EUA limitaram a exportação de chips de computador avançados e os investimentos na China e mantiveram as tarifas ampliadas estabelecidas pelo ex-presidente dos EUA Donald Trump.

Em discurso nesta quarta, Biden afirmou que a economia da China está passando por dificuldades e disse que as ambições do país asiáticos foram contidas após Washington fazer novas alianças com Japão, Coreia do Sul, Austrália e a União Europeia.

Suposto balão espião da China sobrevoa os Estados Unidos

Suposto balão espião da China sobrevoa os Estados Unidos

As tensões entre as duas potências têm se acirrado nos últimos meses.

A China mostrou proximidade com a Rússia após a invasão da Ucrânia em 2022, embora Biden tenha notado que a aliança ainda não se estendeu ao envio de armas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

incendios-no-havai-deixam-6-mortos;-moradores-entram-no-mar-para-se-proteger

G1 Mundo

Incêndios no Havaí deixam 6 mortos; moradores entram no mar para se proteger

Pessoas fugindo da fumaça entraram no mar até serem resgatadas pela Guarda Costeira dos EUA. Ilha de Maui, no Havaí, enfrenta incêndios A ilha de Mauí, no estado do Havaí, nos Estados Unidos, foi atingida por diversos incêndios florestais nos últimos dias --na quarta-feira (9), pelo menos seis pessoas morreram, e turistas e moradores tiveram que fugir. Algumas pessoas entraram na água do mar para escapar da fumaça e do […]

today9 de agosto de 2023 20

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%