G1 Mundo

Biden chama ataque do Irã de ‘descarado’ e diz que vai reunir G7 para coordenar resposta

today14 de abril de 2024 8

Fundo
share close

Presidente dos Estados Unidos suspendeu folga e se reuniu com equipe de segurança assim que soube do ataque iraniano. Biden também conversou com Netanyahu por telefone.


Biden em reunião de segurança neste sábado — Foto: Adam Schultz/AP



Em comunicado, Biden afirmou que orientou a transferência de aeronaves e embarcações de defesa contra mísseis balísticos para apoiar Israel antes mesmo do ataque.

“Graças a esses destacamentos e à extraordinária habilidade dos nossos militares, ajudamos Israel a derrubar quase todos os drones e mísseis que estavam a caminho”, afirmou.

Biden disse ainda que irá convocar os líderes do G7 durante este domingo (14) e que manterá o contato com líderes israelenses.

“Embora não tenhamos visto ataques às nossas forças ou instalações hoje, permaneceremos vigilantes a todas as ameaças e não hesitaremos em tomar todas as medidas necessárias para proteger o nosso povo.”

O presidente norte-americano suspendeu uma folga e voltou para a Casa Branca ao saber do lançamento de drones e mísseis iranianos contra Israel. Ele também se reuniu com a equipe de segurança nacional para discutir o assunto.

Após o ataque, Biden conversou com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, por telefone.

O que se sabe sobre o ataque do Irã

  • O Irã enviou dezenas drones para atacar o território de Israel no fim da tarde de sábado (13), pelo horário de Brasília.
  • Os drones demoraram horas até chegar ao alvo.
  • No caminho, uma parte dos drones e dos mísseis foi derrubada por aeronaves de Israel, dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Jordânia.
  • Perto das 20h, as primeiras explosões e sirenes de aviso foram ouvidas em Israel.
  • As primeiras explosões e as sirenes de aviso foram ouvidas por volta de 20h.
  • O serviço nacional de emergência médica de Israel informou que uma menina de 10 anos ficou gravemente ferida, no deserto de Negev, por estilhaços de um artefato para interceptar drones.
  • O ataque é uma retaliação do Irã contra Israel: em 1º de abril, a embaixada iraniana na cidade de Damasco, na Síria, foi atingida, e sete pessoas morreram —entre elas, um comandante sênior da Guarda Revolucionária do Irã.
  • Às 19h, ainda antes de os artefatos chegarem a Israel, a missão do Irã na ONU afirmou que o ataque estava encerrado, referindo-se a ele com uma “ação legítima”.

Irã dispara drones contra Israel — Foto: Arte/g1

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

misseis-superaram-domo-de-ferro-de-israel,-diz-agencia-do-ira;-video

G1 Mundo

Mísseis superaram Domo de Ferro de Israel, diz agência do Irã; VÍDEO

Em operação desde 2011, o "Iron Dome" conta com diversos instrumentos de monitoramento (como radares) capazes de identificar ataques inimigos. Segundo o Ministério da Defesa de Israel, o Domo de Ferro consegue interceptar cerca de 90% dos ataques inimigos. No ataque deste sábado, as forças iranianas lançaram mais de 200 drones e mísseis (balísticos e de cruzeiro) em direção ao território israelense. No caminho, parte deles foi derrubada por aeronaves […]

today14 de abril de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%