G1 Mundo

Biden e Maduro fazem acordo para retomada de deportação de imigrantes dos EUA para a Venezuela

today6 de outubro de 2023 12

Fundo
share close

O presidente americano, Joe Biden, é acusado de ter provocado uma crise de imigrantes na fronteira com o México.

Segundo dados oficiais, entre maio e o fim de agosto deste ano, a patrulha fronteiriça interceptou venezuelanos mais de 100 mil vezes na fronteira com o México. Nesse mesmo período do ano anterior, o número foi de cerca de 43 mil.

Diante deste panorama, Biden ofereceu um amparo migratório a 472 mil venezuelanos durante 18 meses para que podem obter permissão de residência e trabalho. Mas este só se aplica aos que chegaram ao país antes de 31 de julho de 2023.



Aqueles que chegaram depois desta data e não têm um motivo legal para permanecer nos EUA serão expulsos.

“Os Estados Unidos vão retomar as repatriações para a Venezuela de venezuelanos que não têm base legal para permanecer nos Estados Unidos”, afirmou em um comunicado o Departamento de Segurança Interna (DHS), assegurando que “as autoridades da Venezuela” deram seu aval.

Em um comunicado, o governo Maduro confirmou o acordo que permite “a repatriação ordenada, segura e legal de cidadãos venezuelanos a partir dos Estados Unidos através do programa ‘Volta à Pátria'”.

A deportação começará rapidamente, afirmou, durante coletiva de imprensa telefônica, um funcionário americano que pediu para não ter sua identidade revelada.

O governo dos EUA já identificou pessoas sob custódia que serão expulsas rapidamente nos próximos dias.

Sanções dos EUA contra a Venezuela

O governo americano se mostrou disposto a suspender de forma progressiva as sanções financeiras que impôs ao país se Maduro e a oposição chegarem a acordos para as eleições previstas para o próximo ano.

O governo dos EUA exige que as eleições, nas quais Maduro vai tentar um novo mandato, sejam livres e justas.

Cerca de 7 milhões dos 30 milhões de venezuelanos deixaram seu país em consequência de uma crise que provocou uma redução de 80% do PIB em dez anos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

regime-iraniano-respondeu-com-mais-opressao-aos-protestos-incentivados-da-prisao-por-narges-mohammadi

G1 Mundo

Regime iraniano respondeu com mais opressão aos protestos incentivados da prisão por Narges Mohammadi

“O que o governo não compreende é que quanto mais de nós eles prendem, mais forte nos tornamos”, escreveu Mohammadi, de 51 anos, em artigo publicado no mês passado no jornal “The New York Times”, de sua cela na prisão de Evin, em Teerã, onde cumpre pena de 10 anos e nove meses . Ao empreender a defesa dos direitos das mulheres, ela segue os passos de outra ativista agraciada, […]

today6 de outubro de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%