G1 Mundo

Bolsonaro inelegível: ‘Baque considerável na extrema direita’; ‘fim das esperanças do populista’, veja repercussão internacional

today30 de junho de 2023 17

Fundo
share close

Com a decisão, a Corte declarou Bolsonaro inelegível por oito anos, até 2030. A defesa ainda pode recorrer da decisão.

Veja, abaixo, como a notícia repercutiu na imprensa internacional

O “The New York Times” diz a potencial inelegibilidade de Bolsonaro é um “baque considerável na extrema direita”.



O “The Washington Post” diz que a decisão vira de ponta cabeça a carreira política do ex-presidente, “possivelmente eliminando as chances de ele voltar ao poder”.

O “The Wall Street Journal” afirma que a decisão “pode deixar ainda mais tenso o cenário político na maior nação da América Latina”.

Reprodução de trecho da reportagem do jornal The New York Times sobre a inelegibilidade de Bolsonaro — Foto: Reprodução

A rede britânica BBC destacou que Bolsonaro resistiu em reconhecer publicamente sua derrota.

O “Financial Times”, também britânico, afirma que a maioria pela inelegibilidade “acaba com as esperanças do populista de direita voltar rapidamente ao poder”.

O espanhol “El País” classificou o ex-presidente de “ultradireitista” e lembrou que ele enfrenta outros processos judiciais (veja quais).

Trecho de reportagem do jornal espanhol El País sobre a inelegibilidade de Bolsonaro — Foto: Reprodução

O “Corriere Della Serra”, da Itália, relembrou o histórico do ex-presidente. “Bolsonaro fez declarações falsas e distorcidas sobre o sistema eleitoral, afirmando se basear em dados oficiais, mas sem fornecer nenhuma prova, além de desacreditar os próprios ministros do TSE”, afirmou o jornal.

A TV francesa France24 chama a decisão de “um raio na política brasileira”.

O argentino “La Nación” afirmou que a decisão abre “uma corrida pela liderança da direita no Brasil, por enquanto sem alternativas claras”.

O “El Comercio”, do Peru, destacou que o “líder de extrema direita” e afirmou que o ex-presidente “está esperançoso” com a possibilidade de que o Congresso aprove um projeto de lei de anistia para condenados por crimes eleitorais em 2022. Segundo o jornal, isso “o beneficiaria e o fortaleceria politicamente”.

O “El Deber”, da Bolívia, destacou o mesmo ponto e disse que a extrema direita tem o “difícil desafio de encontrar um líder que consiga manter unido seu heterogêneo eleitorado”.

O jornal mexicano “El Universal” fez uma publicação relembrando a carreira de Bolsonaro. “O ultradireitista tornou-se porta-voz de um movimento que questionava a corrupção dos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff”, afirmou o veículo.

A rede estatal japonesa “NHK” disse que Bolsonaro “ainda é influente” no Brasil e que o ex-presidente tem “muitos apoiadores fortes, especialmente conservadores”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

principe-harry-pede-ate-us$400-mil-em-processo-por-escuta-telefonica

G1 Mundo

Príncipe Harry pede até US$400 mil em processo por escuta telefônica

O príncipe britânico Harry está buscando uma indenização de até US$ 400 mil (R$ 1,92 milhão) do Mirror Group Newspapers (MGN), segundo documentos judiciais divulgados nesta sexta-feira (30). Harry e mais de cem outras pessoas estão processando a MGN, editora dos tablóides "Daily Mirror", "Sunday Mirror" e "Sunday People", acusando-os de atividades ilegais generalizadas entre 1991 e 2011. Eles dizem que os jornalistas do grupo de mídia ou investigadores particulares […]

today30 de junho de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%