Pleno News

Bolsonaro: “Jesus morreu, porque um cara lavou as mãos”

today9 de agosto de 2022 171

Fundo
share close

Marisa Lobo
09/08/2022 15h25

Bolsonaro no Flow Podcast Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (PL) participou de um momento que podemos considerar histórico para a internet, no Brasil, ao bater vários recordes numéricos no Flow Podcast. Entre os assuntos abordados, quero chamar atenção, no artigo de hoje, sobre esta afirmação: “Jesus morreu, porque um cara lavou as mãos”.

A declaração do presidente foi uma resposta ao posicionamento do apresentador, Igor Coelho, ao dizer que não apoia ninguém nas eleições e que poderá votar nulo. O presidente Bolsonaro, portanto, fez uma crítica à abstenção da direita nas urnas eletrônicas, usando a morte de Jesus como exemplo.

Conforme ensina a Bíblia e a história, Pôncio Pilatos foi o responsável pelo julgamento de Jesus Cristo, após este ter sido acusado de subverter a ordem religiosa local, entre os judeus. Diante de tal responsabilidade, o registro nos diz que o governador romano na Judeia decidiu simplesmente “lavar as mãos”.

Em outras palavras, Pilatos jogou a decisão do seu julgamento para o público. Como resultado, entre Jesus e o assassino Barrabás, o público optou pela liberdade do criminoso. A moral da história está na consequência de uma decisão pessoal diante da responsabilidade da escolha, cujo resultado foi a morte de Cristo.



A LIÇÃO QUANTO AO VOTO NULO


Podemos trazer essa analogia feita por Bolsonaro para a questão do voto nulo. Isso porque, na prática, muitos acreditam que votar nulo caracteriza um posicionamento eleitoral. Mas, será? Ora, o próprio nome já é autodescritivo.

Anular o seu voto é o mesmo que lavar as mãos, exatamente como fez Pilatos. Porque, na prática, é abrir mão do seu direito de escolher. E, portanto, influenciar diretamente no resultado de um julgamento; em nosso caso, a escolha de um candidato.

A grande preocupação da nossa parte é que a esquerda é muito mais decisiva em relação ao voto, diferentemente da direita. Ou seja, parece haver um senso de união muito mais forte entre os eleitores do outro lado, do que do nosso.

Assim, a abstenção do voto por parte da direita significa o fortalecimento da esquerda. O resultado disso é a vitória de figuras que dificilmente chegariam ao poder se houvesse, de fato, uma ampla participação popular. No Chile mesmo, a ausência de votos válidos foi de 53%, segundo o El País, e o presidente eleito foi um esquerdista radical.

No Brasil, temos um grande número de pessoas relatando o desejo de não votar, ecoando o “nem um, nem outro”, o que poderá se refletir diretamente no resultado das eleições, mas na forma de tragédia, assim como ocorreu no Chile.

Votar, portanto, é um ato de responsabilidade que implica na escolha consciente de seus representantes. Lembre-se de que você não ajudará em nada o Brasil se anular o seu voto nas eleições. Independentemente de qual seja o seu candidato, vote! Arrisque, se for preciso, mas não lave as suas mãos, pois a consequência disso poderá ser trágica.

Marisa Lobo possui graduação em Psicologia, é pós-graduada em Filosofia de Direitos Humanos e em Saúde Mental e tem habilitação para Magistério Superior.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Bolsonaro agradece a Michelle: “Me ajuda a vencer desafios”

2 Bolsonaro no Flow tem o dobro da audiência de Lula no Podpah

3 Bolsonaro: Ministro do Supremo que se ofende com AI-5 é ‘frouxo’

4 Flow com Bolsonaro ultrapassa audiência de show de Beyoncé

5 Sucesso! Bolsonaro no Flow bate mais de 7 milhões de views

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Marisa Lobo

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

psicologo-viraliza-ao-relatar-‘pior-date-da-historia’-apos-comer-hamburguer-gigante-para-nao-pagar-conta

G1 Santos

Psicólogo viraliza ao relatar ‘pior date da história’ após comer hambúrguer gigante para não pagar conta

O psicólogo Bruno Farias, de Santos, no litoral de São Paulo, viralizou ao relembrar, no último domingo (7), o início de seu relacionamento com a engenheira química Mariana Figueiredo, com quem é casado há dez anos. Em uma situação que descreveu como 'o pior primeiro encontro do mundo', Bruno, de 38 anos, topou o desafio de comer um hambúrguer gigante para não ter que pagar a conta. A publicação foi […]

today9 de agosto de 2022 26

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%