G1 Mundo

Brasileira no Egito relata barulhos de caças e conta como está o país em meio ao conflito entre Israel e Hamas

today20 de outubro de 2023 10

Fundo
share close

A brasileira Fernanda Nascimento, de 22 anos, que mora no Egito há dois anos, relatou como o país está por conta do conflito entre Israel e Hamas, que começou no dia 7 de outubro. Ela é natural de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, e mora em Suez.

“A cidade é muito perto daqui e pediram para evitar ir para lá. Mas o governo daqui só está falando isso por ser muito perigoso e ficar por aqui”, conta.

Fernanda disse que ouviu barulho de caças duas vezes.



“Não tem sido tão frequente assim, mas só essa semana eu ouvi duas vezes. Mas até então só tinha ouvido uma vez”, conta.

Nesta quarta-feira (18), As Forças de Defesa de Israel pediram para que os civis da Faixa de Gaza se direcionem para uma região conhecida como Al-Mawasi, onde será fornecida ajuda humanitária internacional. A área fica a cerca de 10 km da fronteira com o Egito, no sul da Faixa de Gaza. Segundo os militares israelenses, a ajuda será fornecida “conforme o necessário”.

Imagens do hospital Al-Shifa, em Gaza, para onde foram levadas as vítimas do ataque de Israel a outro hospital. — Foto: Anadolu via Reuters Connect

Fernanda diz que seu maior medo é de ter uma guerra e fecharem o país e ela não conseguir sair. No tempo que está no Egito, ela teve um filho chamado Ali Azeb, que já está com 10 meses. Fernanda tenta agora sair do país com o filho.

“A gente tá tentando juntar uma grana para sair antes que aconteça algo e infelizmente pra ele [o filho] vai ser horrível ficar sem o pai. Temos uma vida aqui, tenho medo do meu namorado servir. É uma série de medos. É complicado, eu nunca vi isso antes. Meu maior medo é ter alguma invasão”, conta.

Ela também faz um apelo para que as pessoas parem de chamar todos de terrorista.

“Quem tá aqui, quem tá na Palestina, não é terrorista. Queremos apoio para que tenha um cessar-fogo, para que não tenha mais guerra. Tá morrendo criança. O que a gente pede é que tenha um cessar-fogo”, diz.

Ataque de Israel em Rafah – gif — Foto: Mohammed Abed/AFP e Ibraheem Abu Mustafa/Reuters

Fernanda participa de um grupo de mensagens que é composto apenas por brasileiros e que ficam trocando informações sobre como está cada cidade do Egito.

“Aqui na minha cidade sempre costuma ter muito militar. Só que nos últimos dois dias, eu não vi ninguém. Tinham aumentado o policiamento quando houve o ataque, no dia 7, mas depois sumiu. Uma amiga que mora em Porto Said disse que aumentou o policiamento”, disse.

O conflito entre Israel e o Hamas

▶️ Como começou o conflito? O confronto se iniciou após o grupo terrorista Hamas lançar centenas de foguetes contra Israel a partir da Faixa de Gaza, em 7 de outubro.

  • Por terra, ar e mar, com motos e parapentes, homens armados invadiram o território israelense pelo sul do país.
  • Houve relatos de que os invasores atiraram em pessoas que estavam nas ruas e sequestraram dezenas de israelenses (incluindo mulheres e crianças), levados como reféns para Gaza.

▶️ Como foi a resposta de Israel? Diante da ofensiva do Hamas, o governo israelense iniciou uma retaliação.

  • “Estamos em guerra e vamos ganhar”, disse o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, logo após o ataque. “O nosso inimigo pagará um preço que nunca conheceu.”
  • Ainda em 7 de outubro, Israel lançou bombas em direção à Faixa de Gaza.

▶️ O que é e onde fica a Faixa de Gaza? É o território palestino localizado em um estreito pedaço de terra na costa oeste de Israel, na fronteira com o Egito.

  • Marcado por pobreza e superpopulação, tem 2 milhões de habitantes morando em um território de 360 km².
  • Para se ter uma ideia desse tamanho em comparação com cidades brasileiras, o território é um pouco maior que o da cidade de Fortaleza (312,4 km²) e menor que o de Curitiba (434,8 km²).
  • Tomada por Israel na Guerra dos Seis Dias, em 1967, e entregue aos palestinos em 2005, Gaza vive um bloqueio de bens e serviços imposto por seus vizinhos de fronteira.

▶️ Qual é o histórico do conflito na região? A disputa entre Israel e Palestina se estende há décadas e já resultou em inúmeros enfrentamentos armados e mortes.

  • Em sua forma moderna, remonta a 1947, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) propôs a criação de dois Estados, um judeu e um árabe, na Palestina, sob mandato britânico.

Israel declara guerra após ataque do Hamas; entenda

Israel declara guerra após ataque do Hamas; entenda




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

familia-de-brasileiro-morre-em-bombardeio-na-faixa-de-gaza,-diz-embaixada

G1 Mundo

Família de brasileiro morre em bombardeio na Faixa de Gaza, diz Embaixada

Hasan Rabee, brasileiro que tenta deixar a Faixa de Gaza, disse que seu primo, a esposa e todos os filhos e netos do casal foram mortos após um ataque aéreo atingir o prédio onde viviam, no norte do território, na noite de quinta-feira (19). A Embaixada brasileira confirmou as mortes ao g1. O embaixador do Brasil na Palestina, Alessandro Candeas, disse que os parentes de Rabee não têm cidadania brasileira. […]

today20 de outubro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%