G1 Santos

Cadela passa três semanas chorando na porta de hospital esperando por tutor que morreu; VÍDEO

today31 de janeiro de 2024 2

Fundo
share close

Uma cadela ficou três semanas em frente a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itanhaém, no litoral de São Paulo, à espera do dono. Ele, que era morador em situação de rua, foi internado e morreu no local. As imagens, obtidas pelo g1 nesta quarta-feira (31), mostram o animal chorando na porta do hospital e, em seguida, sendo acolhido pelos funcionários (veja acima).

À equipe de reportagem, Rosaine Gibellato Rodrigues, de 48 anos, que trabalha na área administrativa da unidade de saúde, contou que a cadela chegou junto com o morador em situação de rua na UPA. Não há informações sobre a causa da morte do paciente.

“Cães são mesmo fiéis”, afirmou a funcionária.



Quando foi constatada a morte do paciente, Rosaine disse que a cadela ficou chorando na porta do hospital. Os funcionários da unidade ficaram emocionados com a situação, inclusive, lembraram do filme ‘Sempre ao seu lado’, em que o tutor morre e o cão o espera por dez anos.

Eles decidiram adotar a cadela e a batizaram de UPA. Os funcionários deram ração, água e uma coleira para ela. “Temos que acolher da mesma forma que acolhemos um ser humano”, disse Rosaine.

Cadela foi batizada com o nome UPA pelos funcionários do hospital — Foto: Selma Aparecida de Souza

A coordenadora de plantão da unidade Selma De Souza, de 53 anos, afirmou que a cadela é muito dócil e protetora. “Por termos cuidado dela, ela retribuiu cuidando da gente. No plantão noturno, ela não deixava que ninguém falasse alto conosco e já começava a latir”, afirmou.

Apesar de ter conquistado o coração dos funcionários e pacientes, Rosaine explicou que eles estavam receosos de alguém pegá-la e maltratá-la. Além disso, ela afirmou que a UPA precisava de um lar para receber carinho e atenção.

Os funcionários acionaram o Departamento de Bem-Estar Animal da prefeitura. A cadela ficava o tempo todo deitada na unidade. No entanto, na sexta-feira (26) e no sábado (27), quando uma equipe especializada foi buscá-la, ela não estava.

Depois de três semanas, nesta terça-feira (30), UPA foi adotada por um casal de idosos. “Vai fazer falta nos plantões, mas foi acolhida por um casal bondoso”, finalizou Selma.

Cadela esperou por dono em frente a UPA de Itanhaém durante três semanas — Foto: Selma Aparecida de Souza

O g1 tentou contato com os novos tutores da UPA, mas eles não foram localizados até a última atualização desta reportagem.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

saiba-quem-e-a-viuva-de-chorao-que-foi-inspiracao-para-‘proibida-pra-mim’-e-que-briga-na-justica-com-filho-do-cantor

G1 Santos

Saiba quem é a viúva de Chorão que foi inspiração para ‘Proibida pra mim’ e que briga na Justiça com filho do cantor

Dois processos entre Graziela e o filho de Chorão correm separadamente na Justiça (entenda as disputas judiciais mais abaixo). Ela possui 45% dos direitos de imagens e produtos, incluindo marcas, referentes ao cantor e à banda. Alexandre, por sua vez, tem 55% desses direitos. Saiba quem é Graziela Gonçalves, 'musa inspiradora' do Chorão Nascida em 1971, em Santos, no litoral de São Paulo, Graziela iniciou os cursos de Administração e […]

today31 de janeiro de 2024

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%