G1 Santos

Cadelinha paraplégica que foi abandonada ganha ‘cadeira de rodas’ e novo lar no litoral de SP

today17 de dezembro de 2023 7

Fundo
share close

Uma cadelinha, de apenas 7 meses, ganhou uma nova vida após ser abandonada e resgatada em São Vicente, no litoral de São Paulo. Paraplégica, Caracol recebeu uma cadeira de rodas e, dois meses após ser retirada da rua, ela aproveita a companhia da nova família que a acolheu – incluindo outros nove “aumigos” (assista acima).

Caracol foi encontrada dentro de uma caixa de papelão por um morador na Rua Equador, no bairro Parque São Vicente, e levada pela Unidade Básica de Saúde Animal (Ubasa) de São Vicente. Um exame de raio-X identificou a má-formação congênita na bacia e na cabeça dos fêmures, que a levou à paralisia das patinhas traseiras. Aos poucos, ela conquistou o coração dos profissionais da unidade.

“Esse apelido Caracol se deu porque ela chegou toda enroladinha e a gente nem sabia sobre esses problemas nas patas traseiras. Foi através de um exame, feito pela Dra. Juliana, que descobriram. Ela estava com miíase [larvas] também”, contou o agente de combate a endemias Adilson Chagas dos Santos.



O agente topou o desafio de uma médica veterinária e confeccionou a cadeirinha, na própria casa, com hastes de barraca, rodas de um carrinho e cinto de paraquedista para a cadelinha. Segundo ele, a adaptação de Caracol foi instantânea.

A pequena vira-lata foi cuidada pelos profissionais da Unidade Básica de Saúde Animal (Ubasa) de São Vicente, e depois, foi colocada para a adoção. No início da semana, Caracol chamou a atenção da funcionária pública Andréa Santiago.

Ela e o marido se apaixonaram à primeira vista pela cadelinha e decidiram adotá-la. “Quando chegamos em casa, ficamos encantados”, revelou a mulher de 52 anos, em entrevista ao g1.

“É uma felicidade imensa vê-la hoje, com qualidade de vida melhor, com a tutora em um lar. É o nosso objetivo na Ubasa, cuidar dos animais. Chega animal atropelado, abandonado, machucado, e a gente faz o melhor possível para dar um destino melhor a eles”, afirmou Adilson.

Cadeirinha que Adilson construiu para a pequena Caracol em São Vicente (SP). — Foto: Arquivo pessoal

Andréa explicou ao g1 que Caracol lembra muito Amora, uma cadelinha que ela tinha e morreu após contrair cinomose – doença infectocontagiosa – há quatro meses. Esse foi um dos fatores que emocionaram a família inteira, incluindo as duas filhas do casal, outros nove cachorros e a irmã de Andréa, que mora na casa dos fundos e sempre fica de “babá” da pet.

A funcionária pública levou um dos cachorros para agendar castração na Ubasa quando viu Caracol deitada, “tomando um solzinho” e logo quis saber mais sobre ela. Quando chegou em casa, ganhou apoio do marido e os dois foram buscá-la.

“Ficamos encantados. Minha filha do meio, que era apaixonada pela Amora, pegou a cachorra e começou a chorar de emoção. Ela virou um trabalho em equipe, todo mundo se dedica a ela”.

Caracol pronta para o Natal deste ano — Foto: Arquivo pessoal

Caracol, agora, tem um lugar confortável para dormir, “irmãos” para brincar e muito carinho. Para Andréa, a adoção foi sinônimo de união para a família. Quem vê a cadela quietinha não imagina o que ela “apronta” dentro de casa. Muito brincalhona, a cadela corre de um lado para o outro e desfruta de todo o amor que a nova família tem para dar.

“A gente tenta dar comidinha em cima da caminha dela, que é um tapetinho. Quando ela vira [a comida] é em cima dele. Para beber água, ela levanta sozinha e vai até o corredor, bebe bastante. A cadeirinha eu tento colocar duas vezes por dia”.

Caracol com os novos tutores e dentro da nova casa, em São Vicente (SP). — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ciclista-morre-apos-ser-atropelado-por-carro-que-fugiu-sem-prestar-socorro-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Ciclista morre após ser atropelado por carro que fugiu sem prestar socorro no litoral de SP

Caso aconteceu em Praia Grande (SP) e é investigado pela Polícia Civil. Acidente aconteceu na Avenida do Trabalhador neste sábado (16) em Praia Grande — Foto: Imagem cedida por Praia Grande Mil Grau Um ciclista, de 46 anos, morreu após ser atropelado por um carro em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 neste domingo (17), o motorista fugiu sem prestar socorro. O caso é investigado […]

today17 de dezembro de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%