G1 Mundo

Casal de meios-irmãos espanhóis tem 2 filhos e quer mudança de lei para poder casar no papel

today28 de abril de 2023

Fundo
share close

Os dois não se conheceram na infância. O pai de Ana a abandonou quando ela ainda era criança, e ela ficou sem vê-lo durante décadas.

Aos 20, ela começou a procurar a família do pai pelo Facebook. Inicialmente, ela usou um perfil falso, com um outro sobrenome, para não ser identificada.

Ana e Daniel Parra são meios-irmãos e têm dois filhos juntos — Foto: Reprodução/anaparra_bcn



O irmão, Daniel, tinha 17 anos. Depois de um tempo, ela acabou contando quem era, e os dois combinaram de se conhecer pessoalmente. Os dois moravam na região de Barcelona.

Em um relato ao jornal “El Espanol”, ela conta que os dois se tornaram amigos íntimos, foram morar juntos e, em uma festa, deram um beijo.

Houve uma crise neste momento, eles disseram ao jornal. “Nós choramos, nos abraçamos, lembre que nós vivíamos juntos. Imagina que você gosta de uma mulher, e por uma questão moral, te proíbem de estar com ela. Então, você tem maus momentos”, afirmou Daniel ao jornal.

O dilema durou três dias. Eles decidiram que iriam ficar juntos.

Ana e Daniel Parra, um casal de meios-irmãos, em foto sem data — Foto: Reprodução/@anaparra_bcn

Ainda que amigos e vizinhos estranhassem a proximidade, os dois não eram oficialmente um casal. Eles viajaram para Londres por alguns dias para que pudessem viver publicamente como um casal e, quando voltaram para a Espanha, resolveram fazer a revelação. Os dois foram a um programa de TV onde contaram que eram meios-irmãos e também um casal.

O casal tem um filho de 5 anos e um de 3. Eles afirmaram ao jornal que foram ao hospital para saber quais eram os riscos que corriam ao terem filhos sendo que também são meios-irmãos e resolveram que iriam, sim, ter as crianças.

No registro civil, os dois constam como pais das crianças.

Isso porque um outro caso de incesto foi à Justiça na Espanha e mudou a situação. Até 2012, os cartórios do país não aceitavam que dois irmãos constassem como pais no registro —na prática, registrava-se a mãe como solteira, e o pai, como tio.

Em 2012, os irmãos Daniel e Rosa Moya Peña, que tinham dois filhos, venceram uma ação na Justiça e passaram a ser pais dos filhos no papel.

O incesto não é crime na Espanha desde 1978, mas o país não permite o registro de casamento de irmãos.

Ana pensa em registrar-se como filha de um outro homem, que seria o pai adotivo dela no papel, para poder se casar. No entanto, os dois afirmam que essa ação é muito custosa para adultos.

Os dois criticam a lei: “As sociedades devem avançar e não se ancorar em tradicionalismos. Os homossexuais também eram proibidos de se casar, e agora podem. Nós nos amamos e é isso oque deveria prevalecer, nós não fazemos mal a ninguém”, disse Ana ao jornal.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

morre-mulher-ligada-a-assassinato-racista-de-menino-de-14-anos-que-desencadeou-onda-de-protestos-nos-eua-em-1955

G1 Mundo

Morre mulher ligada a assassinato racista de menino de 14 anos que desencadeou onda de protestos nos EUA em 1955

Carolyn Bryant Donham, a mulher que desencadeou um dos casos de morte violenta e racista mais emblemáticos dos Estados Unidos, morreu na terça-feira (25), aos 88 anos, no estado da Louisiana. Em 1955, Emmett Till, um adolescente negro de 14 anos, viajou da cidade onde morava, Chicago, para a comunidade de Money, no Mississippi, onde alguns parentes dele moravam. De acordo com o “New York Times”, a morte dele desencadeou […]

today28 de abril de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%