G1 Mundo

Casal iraniano é condenado a 10 anos de prisão após postar vídeo dançando em público; VÍDEO

today1 de fevereiro de 2023 16

Fundo
share close

Registro, gravado em Teerã, foi interpretado como provocação ao governo do Irã, afirmam ativistas.




Casal iraniano é preso por postar vídeo dançando

Casal iraniano é preso por postar vídeo dançando

Nesta terça-feira (31), um casal foi condenado a 10 anos de prisão pela Justiça do Irã após compartilhar um vídeo dançando em público. Segundo ativistas do país, o registro foi interpretado como uma provocação ao governo iraniano.

Astiyazh Haghighi e seu namorado, Amir Mohammad Ahmadi, ambos com aproximadamente 20 anos, gravaram as imagens em frente à Torre Azadi, um conhecido monumento de Teerã, e compartilharam o registro na internet. O vídeo viralizou nas redes sociais e foi exaltado como um símbolo das liberdades reivindicadas pelos manifestantes do país, que, desde setembro de 2022, protestam contra o rígido regime iraniano.

Isso acabou chamando atenção das autoridades do Irã por dois motivos:

  1. A dupla aparece dançando e, no país, as mulheres não podem dançar em público, muito menos com um homem;
  2. Nas imagens, Haghighi aparece sem usar um lenço cobrindo a cabeça, ato considerado uma infração das regras de vestimenta impostas às mulheres na República Islâmica.

Segundo a ONG Human Rights Activists News Agency (Hrana), um tribunal de Teerã condenou os namorados a 10 anos e seis meses de prisão e os proibiu de usar a internet e de sair do país. Como o casal tinha muitos seguidores no Instagram, eles foram condenados por “incentivarem a corrupção e a prostituição pública” e por “se reunirem com a intenção de perturbar a segurança nacional”.

Ao citar fontes próximas às famílias, a Hrana afirmou que os suspeitos não tiveram acesso a um advogado durante o julgamento. Também foi negada a possibilidade de soltura sob fiança.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ong-acusa-ucrania-de-utilizar-minas-terrestres-em-conflito-contra-russia

G1 Mundo

ONG acusa Ucrânia de utilizar minas terrestres em conflito contra Rússia

A Human Rights Watch (HRW), ONG de direitos humanos, advertiu a Ucrânia, nesta terça-feira (31), sobre o uso de minas terrestres proibidas, alegando que quase 50 civis, incluindo cinco crianças, ficaram feridos por conta dos dispositivos. "A Ucrânia deveria investigar o suposto uso, por parte de seu Exército, de milhares de minas terrestres espalhadas por foguetes dentro e ao redor da cidade de Izium quando as forças russas ocupavam a […]

today1 de fevereiro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%