G1 Santos

Casal que viveu no Japão lembra de terremotos ao sentir tremores no litoral de SP: ‘assustador’

today17 de junho de 2023 15

Fundo
share close

Um casal que morou no Japão por quatro anos contou ter revivido no Brasil os momentos de tensão com terremotos, que são comuns no país asiático. Ao g1, a aposentada Lucia Watanabe Muniz, de 60 anos, contou morar em Itanhaém, no litoral paulista, mas que estava em Iguape no momento do tremor de terra de magnitude de 4.0 na escala Richter, que teve epicentro naquela região, no Vale do Ribeira. (veja mais abaixo)

“Estávamos eu e meu marido deitados. Quando aconteceu o tremor, ele logo levantou, abriu a janela e falou: ‘nossa, o que que é isso? É terremoto’. E a gente já sabe mais ou menos como é terremoto, porque nós estivemos no Japão”, contou Lucia, que é descendente de japoneses.

A professora aposentada morou no Japão de 1992 a 1996 e vivenciou diversos terremotos, mas se assustou com o abalo sísmico no Vale do Ribeira. “Foi um tremor muito assustador […]. Faz anos que eu vim de lá [Japão] para cá [Brasil] e até lembrei, falei: ‘meu Deus do céu, está balançando tudo’”. O abalo aconteceu na manhã de sexta-feira (16).



Lucia garantiu, no entanto, que os tremores no Japão são frequentes e muito mais intensos. “Lá era bem mais forte. Em um depósito em que eu trabalhei chegou a derrubar todas as caixas que estavam empilhadas”. Ela destacou, ainda, que no país as construções são feitas para suportar os terremotos.

Lucia Watanabe Muniz morou no país asiático entre 1992 a 1996. — Foto: Arquivo pessoal

O Centro de Sismologia da USP informou que na sexta-feira (16), às 8h22, ocorreu um tremor de terra de magnitude 4.0 na escala Richter. O epicentro está entre as cidades de Miracatu (25 km), Iguape (28 km) e Itariri (32 km), numa área pouco habitada.

O tremor foi sentido levemente até por moradores da cidade de São Paulo, Sorocaba e outras a mais de 100 km de distância. Segundo o Centro, os tremores de magnitude 4.0 podem ser sentidos até 100 km ou um pouco mais.

Ainda segundo a USP, a magnitude 4 não chega a causar preocupação. Os efeitos na região epicentral podem incluir pequenas trincas em reboco, queda de telha e outros objetos instáveis, e pequenos danos em casas de baixa qualidade.

A Defesa Civil do Estado também confirmou, por meio de nota, que um abalo sísmico foi sentido na região do Vale do Ribeira. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil não receberam nenhum chamado para ocorrência com vítimas ou danos estruturais.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘pablo-escobar-brasileiro’-e-extraditado-de-hungria-para-belgica

G1 Mundo

‘Pablo Escobar brasileiro’ é extraditado de Hungria para Bélgica

Sérgio Roberto de Carvalho, o traficante conhecido como "Pablo Escobar brasileiro", apontado pela Interpol como o líder de uma grande organização de tráfico de cocaína para a Europa, foi extraditado da Hungria para a Bélgica, anunciaram as autoridades húngaras nesta sexta-feira (16). Considerado um dos criminosos mais perigosos do mundo, o ex-major da PM de Mato Grosso do Sul, Sérgio Roberto de Carvalho, foi entregue à Bélgica na quinta-feira (15), […]

today16 de junho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%