Pleno News

Catástrofe do Rio Grande do Sul revela a face da Gestapo petista

today10 de maio de 2024 20

Fundo
share close

Lawrence Maximus – 10/05/2024 17h01

Rio Grande do Sul - SOS

Rio Grande do Sul grita por socorro Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

A Gestapo foi a polícia secreta criada pelos nazistas com o objetivo de monitorar e perseguir indivíduos e grupos que pudessem representar alguma ameaça para o Estado. A palavra “gestapo” é um termo em alemão que significa “polícia secreta do Estado”. A Gestapo foi desenvolvida à medida que os nazistas ganharam espaço na política e na sociedade alemã.

Hoje, no Brasil, diante de uma das maiores tragédias que a população gaúcha já viveu, revelou-se a face oculta da Gestapo petista. O governo Lula, por exemplo, mostra aí a sua marca inconfundível: por pior que esteja, sempre pode piorar.

Como estratégia para fugir das críticas em relação ao gerenciamento do desastre climático no Rio Grande do Sul, o governo Lula convocou a Polícia Federal (PF) para investigar publicações com supostas “fake news” sobre a atuação do Executivo.

Para especialistas, o uso de força de polícia, além de desnecessário, pode gerar censura prévia e ameaçar a manifestação de opiniões legítimas. A solução adequada seria o governo utilizar canais estatais para esclarecer as informações.



Uma das publicações que afligiu o governo foi veiculada pela jornalista Fernanda Salles. Em seu perfil no X, com 509 mil seguidores, ela escreveu um desabafo dizendo ser “impressionante como 90% dos vídeos que chegam do Rio Grande do Sul mostram apenas civis ajudando no resgate de vítimas. Essa tragédia evidenciou a ineficácia e falta de vontade do Estado em proteger o cidadão”.

Essas notícias, a Gestapo petista não gosta, sobretudo as verdadeiras, e qualquer crítica à sua atuação geral na calamidade gaúcha. O governo revelou o que realmente o preocupa no momento: as fake news que descobre em cada postagem feita das redes sociais sobre sua incompetência.

Com mais de 100 mortos, um estado inteiro em agonia e um futuro apavorante para centenas de milhares de seres humanos, o Ministério da Justiça e a sua Polícia Federal armaram uma operação de guerra para investigar cidadãos que consideram suspeitos de divulgar “narrativas desinformativas” sobre as enchentes.

Em suma, a face da Gestapo petista, revela o fetiche de Lula, do STF e da esquerda em consolidar a censura no Brasil…

*Siga-me nas redes sociais.

Lawrence Maximus é cientista político, analista internacional de Israel e Oriente Médio, professor e escritor. Mestre em Ciência Política: Cooperação Internacional (ESP), Pós-Graduado em Ciência Política: Cidadania e Governação, Pós-Graduado em Antropologia da Religião e Teólogo. Formado no Programa de Complementação Acadêmica Mastership da StandWithUs Brasil: história, sociedade, cultura e geopolítica do Oriente Médio, com ênfase no conflito israelo-palestino e nas dinâmicas geopolíticas de Israel.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Governo Lula mira médicos que fizeram falas sobre a Anvisa

2 Lula cita caos no RS para voltar a defender “regulação” da internet

3 RS: SBT rebate Globo sobre multas a caminhões e cita politização

4 William Douglas confirma que doações ao RS têm sido barradas

5 RS: Governador de SC desmente Globo: “Não é fake news”

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Lawrence Maximus

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

corpo-com-marcas-de-mordida-humana-e-encontrado-em-praia-do-litoral-de-sp

G1 Santos

Corpo com marcas de mordida humana é encontrado em praia do litoral de SP

Vítima foi encontrada por banhistas no mar de Praia Grande (SP) e arrastada para a faixa de areia. Ela foi reconhecida no IML. Corpo encontrado na praia do Balneário Maracanã, em Praia Grande (SP) — Foto: Imagem cedida por Praia Grande Mil Grau O corpo de Rodrigo Ferreira Piva, de 24 anos, foi encontrado com marcas de mordida humana na faixa de areia em Praia Grande, no litoral de São […]

today10 de maio de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%