Pleno News

Chamado à oração por Israel e pela paz no Oriente Médio

today16 de outubro de 2023 4

Fundo
share close

Renato Vargens – 16/10/2023 16h40

Bandeiras de Israel

Chamado à oração por Israel Foto: Pixabay

Em nome da paz, da justiça e do respeito pela vida e direitos humanos, manifestamos nosso mais veemente repúdio às ações terroristas perpetradas contra o Estado de Israel.

O ataque sofrido por essa nação, em pleno Shabat, em 7 de outubro de 2023, realizado por terra, mar e ar, demonstra a irracionalidade, a maldade e a irresponsabilidade do Hamas, grupo terrorista islâmico que almeja a destruição de Israel e o extermínio do povo judeu. Esta agressão terrorista ocorreu duas semanas após o Yom Kippur, o feriado mais sagrado do judaísmo, e 50 anos depois da terrível guerra que se iniciou em 6 de outubro de 1973, quando Israel foi atacado de surpresa por uma coalizão árabe liderada por Egito e Síria. Chocados, assistimos ao dia mais mortal para os judeus desde o infame Holocausto, ocorrido na Segunda Guerra Mundial.

Portanto:

Condenamos veementemente o covarde ataque realizado sem aviso prévio, quando terroristas do Hamas barbaramente arrancaram famílias inteiras de suas casas, matando e sequestrando crianças, mulheres e idosos, bem como o assassinato indiscriminado de jovens. Tais ações do Hamas infligiram terrível sofrimento ao povo de Israel. Tais atos são movidos por uma ânsia pela perturbação da paz, pelo ódio aos judeus e tem como objetivo gerar instabilidade na região e mais além.



Os ataques do Hamas deveriam encher de indignação as pessoas possuidoras de um mínimo de decência e senso moral, gerando apoio inequívoco a Israel. Aliás, como é sabido, o grupo terrorista Hamas abriga seus comandos dentro ou perto de hospitais, creches, ou em áreas congestionadas com população civil. Insensíveis, colocam o próprio povo árabe palestino em perigo para se protegerem, e para dificultar as reações de quem tem critérios e regras de engajamento e proteção.

Rejeitamos qualquer forma de terrorismo, tal qual o terrorismo jihadista islâmico, independentemente de sua origem, e instamos a comunidade internacional, os homens de bem e, sobretudo, a Igreja cristã a expressar sua indignação contra os ataques covardes sofrido pelo povo judeu, bem como a promover esforços para que essas hostilidades sejam cessadas imediatamente.

Reconhecemos que os judeus enfrentaram o genocídio horrível, o Holocausto (Shoa), perpetrado pelos nazistas alemães, resultando na perda de 6 milhões de vidas. E a memória dessa tragédia sem paralelo na história nunca deve ser esquecida. E, na atualidade, os judeus não se sentem seguros em lugar nenhum no mundo e não têm sossego nem mesmo em seu próprio país – na medida em que nações, como Irã e seus aliados, querem exterminá-los, tornando a questão da segurança de Israel ainda mais crucial.

Observamos que os judeus têm mostrado disposição para negociar e buscar uma solução pacífica no Oriente Médio. A terra de Israel é de profundo significado religioso e histórico para muitos, e sob o Estado de Israel, os principais lugares da fé cristã têm sido respeitados e abertos a todos, sem discriminação. Israel é uma democracia que oferece liberdade e igualdade a judeus, árabes muçulmanos, minorias cristãs e diversas outras comunidades. Esta diversidade é uma raridade em toda a região do Oriente Médio.

Testemunhamos que Israel é uma florescente cultura de fomento à educação, ciência, progresso e desenvolvimento, tendo produzido numerosos laureados com o Prêmio Nobel em sua curta história. E os valores que estão na base do Estado de Israel, incluindo respeito, lei, diversidade, liberdade, tolerância e democracia, são dignos de apoio e identificação. É importante notar o abismo entre Israel e alguns de seus vizinhos em termos de liberdades individuais, respeito à mulher e direitos humanos.

Repudiamos o ódio irracional e injustificado direcionado a Israel e aos judeus, baseado na compreensão de que todos os seres humanos merecem respeito, sobrevivência e o direito à autodefesa contra os ataques externos.

Ressaltamos que o grupo terrorista Hamas oprime cidadãos palestinos que não se submetem às suas determinações e perseguem os cristãos árabes em seu território com selvageria (em 2015, os cristãos árabes palestinos representavam aproximadamente 1–2,5% da população da Cisjordânia e menos de 1% na Faixa de Gaza), e suas ações são uma ameaça para judeus, árabes, armênios, drusos e africanos (cristãos e muçulmanos) na tolerante e diversificada sociedade israelense.

Oramos para que o Senhor Deus julgue os terroristas do Hamas, e que também abra os olhos dos árabes muçulmanos, para que Deus lhes converta o coração ao único Messias, o Senhor Jesus, o perfeito Salvador, que “morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15:3,4).

Por fim, lembramos que as Escrituras são claras no sentido de que nós, crentes gentios, somos os ramos da oliveira brava que foi enxertada no tronco da oliveira original, composta dos judeus crentes. Alguns ramos da oliveira original foram cortados e lançados fora até que se complete o número dos crentes gentios, mas haverá um renovo daqueles que o apóstolo Paulo chamou de seus irmãos de carne. É uma a oliveira, mas nós somos o enxerto. Isso deve trazer aos crentes gentios humildade e ao mesmo tempo zelo e amor pelo povo que Deus usou para nos dar a Lei, as Promessas e o Messias Jesus: “Será que Deus rejeitou o seu povo [de Israel]? De modo nenhum! (…) Nos dias de hoje sobrevive [em Israel] um remanescente segundo a eleição da graça. E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça. (…) Todo o Israel será salvo. (…) [Pois] quanto à eleição, [os de Israel são] amados por causa dos patriarcas; porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis” (Romanos 11:1,5,6,26).

Assim, conclamamos a Igreja cristã a lamentar e orar continuamente em favor das famílias enlutadas em Israel nesta guerra sem sentido, suplicando pela paz na região e, sobretudo, intercedendo para que o Senhor Todo-Ooderoso abra os olhos dos judeus em Israel e em todo o mundo para que eles recebam com fé e arrependimento o único Messias, o Senhor Jesus, o maior judeu da história, o Filho de Deus e o descendente do rei Davi, que governará sobre toda a criação e os eleitos selados pelo Espírito Santo, no dia de seu triunfo espetacular e total sobre o mal, o diabo, as ideologias mundanas e o pecado, quando o Reino de Deus se estenderá inconteste por todo o cosmos.

“Alegrei-me quando me disseram: ‘Vamos à Casa do Senhor.’ Pararam os nossos pés junto às suas portas, ó Jerusalém! Jerusalém, você que está construída como uma cidade bem sólida, para onde sobem as tribos, as tribos do Senhor, como convém a Israel, para renderem graças ao nome do Senhor. Lá estão os tronos de justiça, os tronos da casa de Davi. Orem pela paz de Jerusalém! Que sejam prósperos aqueles que a amam. Reine paz em seu meio e prosperidade nos seus palácios. Por amor dos meus irmãos e amigos, eu peço: ‘Haja paz em você!’ Por amor da Casa do Senhor, nosso Deus, buscarei o seu bem” (Salmos 122:1-9).

Texto do Conselho da Coalizão pelo Evangelho. Formado por:

Augustus Nicodemus Lopes, pastor auxiliar na Primeira Igreja Presbiteriana do Recife-PE.


Cleyton Gadelha, pastor emérito da Igreja Batista de Parquelândia (Fortaleza-CE) e diretor executivo da Escola Teológica Charles Spurgeon.


Davi Charles Gomes, pastor da Igreja Presbiteriana Paulistana (São Paulo-SP) e CEO da World Reformed Fellowship.


Euder Faber, pastor da Igreja O Brasil para Cristo (Campina Grande-PB) e presidente da Visão Nacional para a Consciência Cristã.


Franklin Ferreira, pastor da Igreja da Trindade (São José dos Campos-SP), cofundador e reitor do Seminário Martin Bucer.


Heber Carlos de Campos Júnior, pastor da Igreja Presbiteriana do Parque das Nações (Santo André-SP), professor no Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper e do Seminário Teológico Presbiteriano Rev. José Manoel da Conceição (JMC).


Hélder Cardin, pastor na Primeira Igreja Batista de Araras (Araras-SP), chanceler das escolas teológicas Palavra da Vida Brasil e professor pesquisador no Seminário Bíblico Palavra da Vida e vice-presidente da Coalizão pelo Evangelho.


Jonas Madureira, pastor da Igreja Batista da Palavra (São Paulo-SP), professor no Seminário Martin Bucer.


Leonardo Sahium, pastor da Presbiteriana de Brasília (DF) e presidente da Junta de Educação Teológica da Igreja Presbiteriana do Brasil.


Luiz Sayão, pastor sênior da Igreja Batista Nações Unidas (São Paulo-SP).


Mauro Meister, pastor da Igreja Presbiteriana – Barra Funda (São Paulo-SP).


Renato Vargens, pastor da Igreja Cristã da Aliança (Niterói-RJ), escritor e conferencista.


Sillas Campos, pastor da Igreja Batista Central de Campinas (Campinas-SP) e presidente do Ministério Fiel.


Solano Portela, presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil, servindo na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro (São Paulo- SP). Atualmente aposentado como docente do Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, ensina cursos online nas áreas de educação e ética, sob demanda.


Tiago J. Santos Filho, um dos pastores da Igreja Batista da Graça (São José dos Campos-SP), cofundador e deão de estudos avançados no Seminário Martin Bucer, diretor executivo da Editora Fiel e presidente do Conselho da Coalizão pelo Evangelho.


Valter Reggiani, pastor da Igreja Batista Reformada de São Paulo (São Paulo-SP).


Wilson Porte Jr., pastor da Igreja Batista Liberdade (Araraquara/SP) e professor e presidente do conselho administrativo do Seminário Martin Bucer.

– Pastores associados à Coalizão pelo Evangelho:

Alan Rennê Alexandrino Lima, pastor da Igreja Presbiteriana do Cruzeiro do Anil, São Luís-MA.


Allen Porto, pastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Barretos-SP.


Fabio Santos, pastor da Igreja Batista Betel de Mesquita-RJ.


Filipe Costa Fontes, pastor na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro e professor do Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper.


Fernando Angelim, pastor da Igreja Batista Reformada de Belém, Belém-PA.


Maurício Fonseca dos Santos Jr., presbítero na Igreja Presbiteriana Paulistana, São Paulo-SP.


Mauricio Silva de Andrade, pastor sênior da Primeira Igreja Batista Bíblica do Rio de Janeiro-RJ.


Paulo Cesar Valle, pastor da Igreja Batista do Redentor, Volta Redonda-RJ.


Rodrigo Majewski, presbítero, Assembleia de Deus em Porto Alegre, professor no Seminário Martin Bucer e na Faculdade Cristã de Curitiba-PR.


Valdeci Santos, pastor da IPB Campo Belo, São Paulo-SP.


Vinicius Musselman Pimentel, um dos pastores da Igreja Batista da Graça, São José dos Campos-SP, e supervisor editorial no Ministério Fiel.

– Demais pastores signatários:

Abner Mauro Coelho Fortes, pastor da Igreja Batista Nova Cidade, São Paulo-SP.


Adriano Elias Alves Vieira, Igreja Batista Histórica, Conselheiro Lafaiete-MG.


Adriano Ribeiro dos Santos, pastor da Igreja Batista Palavra Fiel, Ponta Grossa-PR.


Afrânio de Oliveira Neves, pastor do presbitério da Igreja Batista Reformada de Brasília-DF, diretor do Ministério EDIFICA.


Alex Daher, pastor da Igreja Batista Jardim Minesota, Sumaré-SP.


Anderson Dias Carneiro, pastor da Igreja Batista Reformada em João Monlevade-MG.


Anderson Figueiredo Vieira, BBC Brazilian Baptist Church/IBB Igreja Batista Brasileira, Bognor Regis, West Sussex, Inglaterra.


Anderson Silva de Oliveira, Igreja Batista Sarom, Campo Grande-MS.


Áquila Serra Cabral, pastor da Primeira Igreja Batista de Muriaé-MG.


David Bledsoe, pastor na Igreja Batista Jardim Botânico, Rio de Janeiro-RJ.


David Marcos Soares Ferreira, pastor da Igreja Batista Reformada, Campos dos Goytacazes-RJ.


Deyvid Rodrigues, pastor da Primeira Igreja Batista Parque Aeroporto, Macaé-RJ.


Diego Franciso Santos, pastor da Primeira Igreja Batista em Canela, Canela-RS.


Edson Matias Dos Santos Junior, pastor da Primeira Igreja Batista da Serra, Belo Horizonte-MG.


Evandro Carvalho dos Santos Junior, Terceira Igreja Baptista do Porto, Portugal.


Fabiano Prado Lima, membro da Immanuel Baptist Church, Sacramento-CA, Estados Unidos.


Fábio Leal, pastor da Igreja Reformada Missional Cidade Cinco, São Paulo-SP.


Fábio Roberto Rodrigues, presbítero/pastor da Primeira Igreja Batista de Monte Mor-SP.


Filipe Ribeiro, pastor da Igreja Batista Betel, Mesquita-RJ.


Francisco Leonardo Schalkwijk, pastor-emérito da Igreja Evangélica Reformada e da Igreja Presbiteriana do Brasil. Itajubá-MG.


Guilherme Reggiani, pastor da Igreja Batista Reformada de São Bernardo do Campo/SP.


Gilson Santos, pastor da Igreja Batista da Graça, São José dos Campos-SP.


Heber Gonçalves Cunha, pastor da Segunda Igreja Batista em Cambuci-RJ.


Helenon Augusto Carvalho Campos, pastor da Igreja Batista Chácara Antonieta em Limeira-SP.


Jean Carlos Sardinha da Silva, pastor da Segunda Igreja Batista Reformada, Campos dos Goytacazes-RJ.


João Paulo Brasileiro, pastor da Primeira Igreja Batista Reformada em Paulista-PE.


Joel Bueche Lopes, pastor da Igreja Acção Bíblica de Faro, Portugal.


Jônatas Ornelas Duarte, pastor da Congregação Batista Reformada, Aperibé-RJ.


Jonathan Andrade Luz, pastor da Igreja Batista Filadélfia, Fortaleza-CE.


Jonathas de Lima, pastor da Igreja Batista da Família, Barreiras-BA.


Jorge Luiz Gomes da Silva, pastor na Igreja Batista em Vilas Boas, Campo Grande-MS.


Judiclay Santos, pastor titular da Igreja Batista do Jardim Botânico, Rio de Janeiro-RJ. Fundador e Diretor da Pro Nobis Editora.


Leandro B. Peixoto, pastor da Segunda Igreja Batista em Goiânia-GO.


Luis Henrique de Paula, pastor da Igreja Batista Sarom, Campo Grande-MS.


Luiz Correia do Nascimento Júnior, pastor da Igreja Batista Filadélfia, Fortaleza-CE.


Madson Gonçalves da Silva, pastor da Igreja Batista em Paul, Vila Velha-ES.


Nelson Ávila Mesquita Neto, pastor da Igreja Batista de Itaitinga, Itaitinga-CE.


Norival Ferreira de Andrade, pastor/presbítero da Primeira Igreja Batista de Monte Mor-SP.


Paulo Roberto dos Santos, pastor da Primeira Igreja Batista de Monte Mor-SP.


Rafael Fcachenco Filho, pastor da Igreja Batista Betel, Gasparini, Bauru-SP.


Ricardo Luiz Fiorotto, pastor da Igreja Batista do Redentor, Jundiaí-SP.


Rubner Rodrigues Durais, pastor na Igreja Batista da Graça, São José dos Campos-SP.


Thiago Guerra, pastor da Igreja da Trindade, São José dos Campos-SP.


Wadislau Martins Gomes, copastor da Igreja Presbiteriana Paulistana, São Paulo-SP


Werveton Mury Campos, pastor da Igreja Batista em Água Fria, São Fidélis-RJ.


Willian Vitor Orlandi, pastor da Igreja Batista Reformada em Indaiatuba-SP.


Willy Robert Henriques, pastor da Igreja Batista Redenção, Juiz de Fora-MG.

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 32 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É membro dos conselhos do TGC Brasil e IBDR.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Celso Amorim, se recolha a uma aposentadoria digna e pare de fomentar a desgraça entre os irmãos

2 Defender Israel significa proteger a história e os valores da herança judaico-cristã

3 Hamas atacou Israel no aniversário da Guerra do Yom Kippur. Entenda

4 Conheça o grupo terrorista Hamas

5 “Não há sacos suficientes para cadáveres”, diz ONU sobre Gaza

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Renato Vargens

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

juiz-decide-remover-suporte-a-vida-de-bebe-sem-consentimento-dos-pais

Gospel Prime

Juiz decide remover suporte a vida de bebê sem consentimento dos pais

A juíza da Suprema Corte no Reino Unido decidiu interromper o suporte vital de um bebê de 7 meses. Essa decisão contradiz o desejo dos pais, Claire Staniforth e Dean Gregory de Derbyshire, de manter a filha, Indi Gregory, viva. O grupo Christian Legal Centre (CLT) está apoiando os pais enquanto eles planejam apelar. Nesse contexto, o grupo informou que a bebê está lutando contra uma rara doença mitocondrial e […]

today16 de outubro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%