G1 Mundo

Chefe da ONU pede a países para voltarem a financiar agência de assistência a refugiados palestinos

today28 de janeiro de 2024 13

Fundo
share close

Declaração surge após alegações de que trabalhadores da UNRWA estiveram envolvidos nos ataques do Hamas contra Israel em 7 de outubro.


O secretário-Geral da ONU, António Guterres. — Foto: David ‘Dee’ Delgado/Reuters



O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, prometeu neste domingo (28) responsabilizar “qualquer funcionário envolvido em atos de terror” e fez um apelo pelo apoio a UNRWA — a agência da ONU que dá assistência a refugiados palestinos.

“Qualquer funcionário da ONU envolvido em atos de terror será responsabilizado, inclusive através de processo criminal”, disse o chefe da ONU em comunicado. “O secretariado está pronto a cooperar com uma autoridade competente capaz de processar os indivíduos.”

Crise se espalha pelo Oriente Médio: entenda como os conflitos estão ligados entre si

Crise se espalha pelo Oriente Médio: entenda como os conflitos estão ligados entre si

“Não se deve penalizar as dezenas de milhares de homens e mulheres que trabalham para a UNRWA, muitos deles em algumas das situações mais perigosas que existem no trabalho humanitário.”

Guterres deu detalhes sobre os funcionários da UNRWA envolvidos nos “supostos atos abomináveis”. Das 12 pessoas, disse ele, nove foram demitidas, um foi dado como morto e as identidades dos outros dois estão sendo apuradas.

Grã-Bretanha, Alemanha, Itália, Holanda, Suíça e Finlândia juntaram-se no sábado aos Estados Unidos, Austrália e Canadá na suspensão do financiamento à agência de ajuda, fonte influente de apoio à população de Gaza.

“Embora compreenda as suas preocupações — fiquei horrorizado com estas acusações — apelo veementemente aos governos que suspenderam as suas contribuições para, pelo menos, garantirem a continuidade das operações da UNRWA”, disse Guterres.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

coreia-do-norte-dispara-misseis-de-cruzeiro-pela-2a-vez-na-semana,-dizem-militares-sul-coreanos

G1 Mundo

Coreia do Norte dispara mísseis de cruzeiro pela 2ª vez na semana, dizem militares sul-coreanos

Os mísseis foram lançados por volta das 8h local. Segundo o JCS, os projéteis estavam sob análise de autoridades de inteligência sul-coreana e estadunidense. Não há detalhes de quantos mísseis foram disparados. “Ao mesmo tempo em que fortalecem a vigilância, nossos militares cooperam estreitamente com os Estados Unidos e monitorizaram sinais e atividades da Coreia do Norte”, afirma um comunicado do JCS. Coreia do Norte dispara centenas de projéteis perto […]

today28 de janeiro de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%