G1 Santos

Chuva ou milho? Moradores reclamam de contaminação de nascente, água escura, com cheiro e resíduos; VÍDEO

today23 de novembro de 2023 7

Fundo
share close

Água escura, com cheiro forte e resíduos. Há 20 dias, moradores do Vale Verde, em Cubatão (SP), têm que encarar essa realidade ao abrirem torneiras e chuveiros. Conforme apurado pelo g1, nesta quinta-feira (23), o abastecimento aos cerca de três mil moradores daquela região é feito por um sistema de fontes naturais, de uma nascente de água, que a comunidade diz ter sido afetada por grãos de milho. (veja o vídeo acima)

A dona de casa Karina Rodrigues, de 36 anos, levou a situação à prefeitura, mas teve como resposta que o problema foi causado pela chuva. Ela citou, ainda, que peixes foram encontrados mortos e pessoas estão têm passado mal e apresentado lesões na pele.

Moradores que utilizaram essa água estão com reações alérgicas, com diarreia, parte do corpo com manchas, bolhas ou feridas. Eles passaram no postinho de saúde e disseram [médicos] que foi por ter contato com alguma composição química”, disse.



Karina e outros moradores colocam a culpa na qualidade da água na contaminação da nascente por uma carga de milho. A Prefeitura de Cubatão informou ter acionado a Sabesp, que não respondeu sobre a qualidade da água. (leia mais abaixo)

Moradores de Cubatão (SP) reclamam de má qualidade da água no bairro Vale Verde — Foto: Arquivo Pessoal

A reportagem entrou em contato com a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e foi informada que o problema, de fato, teria sido causado por uma carga de milho que derramou da linha férrea e atingiu as imediações do ponto de captação de água. O órgão informou ter encaminhado o caso ao Ibama, que é responsável pelo licenciamento e fiscalização das ferrovias.

A Rumo Logística, concessionária que administra a linha férrea, informou, em nota, ter enviado técnico ao local e que não se trata de derramamento de produto de vagões. De acordo com a empresa, o produto foi descartado de forma irregular próximo a água.

A Prefeitura de Cubatão enviou uma equipe ao local e, com base nas análises, informou que os grãos não provocaram a poluição da água, que inclusive não tiveram contato com a nascente, de onde há captação para abastecimento da população do bairro Vale Verde — o milho foi encontrado próximo a uma cachoeira.

Moradores de Cubatão (SP) tiveram reações alérgicas — Foto: Arquivo Pessoal

Sobre os problemas relatados pelos moradores: cor da água, cheiro e resíduos, a prefeitura disse ter acionado a Sabesp, que a responsável pelo fornecimento de água. A empresa, no entanto, não respondeu a respeito da qualidade líquido que a população tem tido acesso.

A Sabesp disse, apenas, que as obras para implantação de uma nova rede de abastecimento de água no Vale Verde estão em andamento. A previsão é de concluir os trabalhos no primeiro semestre de 2024.

A administração municipal acrescentou que as obras contemplarão 11,5 Km de redes de abastecimento e distribuição de água do bairro. O investimento de R$ 5 milhões beneficiará 740 imóveis.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guaruja-discute-criacao-de-taxa-de-preservacao-ambiental-nesta-sexta-feira

Prefeitura de Guarujá

Guarujá discute criação de Taxa de Preservação Ambiental nesta sexta-feira

Minuta da lei será apresentada pela Prefeitura a partir das 18 horas, no Sindserv; interessados poderão encaminhar dúvidas e sugestões também pela internet, em https://forms.gle/b5yZGFzteYmT48sG8 A Prefeitura de Guarujá realiza, nesta sexta-feira (24), às 18 horas, audiência pública para a criação de Taxa de Preservação Ambiental (TPA), que visa mitigar os impactos gerados pelo grande número de visitantes, como já acontece em destinos turísticos como Fernando de Noronha, Jericoacoara, Bonito, Paraty e Ubatuba. Os interessados conhecerão […]

today23 de novembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%