G1 Mundo

Com voos cancelados, torcedores do Marrocos não conseguem chegar ao Catar para semifinal contra a França

today14 de dezembro de 2022 18

Fundo
share close

“Após as últimas restrições impostas pelas autoridades do Catar, a Royal Air Maroc (RAM) lamenta informar aos clientes o cancelamento dos voos operados pela Qatar Airways”, comunicou a companhia, sem detalhar as razões da suspensão.

Os sete voos previstos afetaram 2.100 passageiros, mas “os outros 23 voos operados pela RAM estão mantidos”, disse à AFP uma fonte próxima à empresa.

Enquanto isso, alguns torcedores marroquinos que já haviam desembarcado em Doha nos primeiros voos da ponte aérea disseram que a Federação Marroquina de Futebol teria prometido ingressos que ainda não receberam.



Na manhã de quarta, a conta oficial do Aeroporto Internacional de Hamad (de onde partiram os voos de Casablanca) publicou no Twitter um pedido para que os torcedores “não se desloquem aos dois aeroportos (em Doha) até que tenham adquirido ingressos para os próximos jogos”.

“Lembramos aos torcedores que o Aeroporto Internacional de Hamad e o Aeroporto de Doha não são locais oficiais para obter ingressos para os jogos da Copa do Mundo”, disse o tuíte.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram uma parte da torcida marroquina bloqueada pela polícia do Catar no aeroporto de Hamad.

Após a histórica classificação para as semifinais do Mundial, a companhia aérea do Marrocos decidiu operar 30 voos especiais entre Casablanca e Doha, na véspera e no dia da partida contra a França (14).

Desde o início do mês, não é mais necessário ter passagem para entrar no Catar, mas é preciso obter um cartão Hayya, que serve como visto.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

jornalista-norte-americano-morreu-de-aneurisma-na-copa-do-mundo,-diz-viuva

G1 Mundo

Jornalista norte-americano morreu de aneurisma na Copa do Mundo, diz viúva

Um aneurisma da aorta causou a morte de Grant Wahl, um jornalista esportivo norte-americano que desmaiou e morreu na semana passada enquanto cobria uma partida da Copa do Mundo no Catar, disse sua viúva nesta quarta-feira. "Grant morreu devido à ruptura de um aneurisma da aorta ascendente não detectado e de crescimento lento com hemopericárdio", escreveu sua viúva, a médica Celine Gounder, em um comunicado. Um aneurisma da aorta é […]

today14 de dezembro de 2022 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%