G1 Mundo

Como a guerra dos balões pôs fim ao acordo militar entre as Coreias

today6 de junho de 2024 10

Fundo
share close

O Norte envia balões com lixo e fezes, e ativistas do Sul revidam a ofensiva com panfletos de propaganda, dólares e pen-drives carregados com K-pop. A guerra de balões entre as Coreias fez ruir definitivamente o acordo militar assinado em 2018, durante o breve período de degelo nas tensas relações entre os dois países.

O rompimento do acordo significa que ambos os países abandonam o compromisso de “cessar completamente os atos hostis”, incluindo transmissões de propaganda e exercícios militares perto da fronteira.

Em abril de 2018, num gesto histórico de reaproximação, o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, trocaram um aperto de mão na zona desmilitarizada e acenaram com medidas para encerrar o conflito entre os países.



Cinco meses depois, o pacto militar foi assinado, prevendo o desmantelamento de postos de guarda ao longo da zona desmilitarizada e o fim dos exercícios militares.

O líder norte-coreano Kim Jong-un e o então presidente sul-coreano, Moon Jae-in, em imagem de 2018. — Foto: Pyeongyang Press Corps / Pool / via Reuters

Com o envio dos balões cheios de lixo e fezes e o bloqueio parcial do sinal de GPS pelo Norte, Seul se deu o direito de retomar as atividades militares ao longo da fronteira. A campanha de propaganda para influenciar os cidadãos dos dois países é antiga e se desenrola desde a década de 1950.

Com o crescimento econômico do Sul e o empobrecimento do Norte, impulsionado pelo regime totalitário da dinastia Kim, a campanha ficou claramente desproporcional. Apenas desertores norte-coreanos saíam, fugidos, de Pyongyang. Por motivos óbvios, não havia fluxo na rota inversa.

Ativistas sul-coreanos incrementaram os métodos de propaganda, com balões que continham bíblias, medicamentos e rádios e pen-drives. Para evitar a provocação, o governo da Coreia do Sul sancionou uma lei proibindo o envio de panfletos ao Norte.

O Tribunal Constitucional, contudo, derrubou a legislação, sob a alegação de que restringia a liberdade de expressão. Dessa forma, a guerra de balões foi reativada, encerrando o que ainda restava do frágil pacto militar entre as duas Coreias.

Coreia do Norte envia balões com lixo e fezes para a Coreia do Sul

Coreia do Norte envia balões com lixo e fezes para a Coreia do Sul




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

onibus-com-50-estudantes-despenca-de-montanha-e-cai-em-rio-na-siria;-7-morrem

G1 Mundo

Ônibus com 50 estudantes despenca de montanha e cai em rio na Síria; 7 morrem

Acidente aconteceu em Idlib. Segundo Defesa Civil local, veículo transportava alunos em passeio escolar e perdeu o controle quando passava por estrada montanhosa. Ainda não há informações sobre vítimas. Imagem de drone mostra ônibus que transportava estudantes escolares após cair em rio, em Idlib, na Síria, em 6 de junho de 2024. — Foto: Reprodução/ Redes sociais Um ônibus que transportava 50 estudantes escolares de Idlib, na Síria, despencou de […]

today6 de junho de 2024 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%