G1 Mundo

Como foi resgate de 8 pessoas que ficaram presas em teleférico no Paquistão; veja infográficos

today23 de agosto de 2023 19

Fundo
share close

O grupo, sete alunos e um professor de uma escola local, se locomovia entre dois vilarejos de Battagram quando um dos cabos de sustentação do teleférico se rompeu e a cabine parou no meio do caminho.

Resgate levou quase 16 horas

O cabo rompeu no início da manhã no Paquistão (fim da noite no horário de Brasília), mas a última pessoa foi retirada da cabine apenas 16 horas depois. O primeiro helicóptero de ajuda chegou apenas 6 horas depois do incidente.



Ao longo do dia, a equipe de salvamento tentou retirar os passageiros da cabine diversas vezes sem sucesso. Segundo as autoridades, a operação de resgate foi particularmente complicada porque o teleférico ficava em uma área montanhosa e de difícil acesso.

A maior preocupação da equipe era que o vento gerado pelos helicópteros desestabilizassem e derrubassem a cabine, que estava presa por apenas um cabo.

Por isso, depois das autoridades pedirem ajuda para especialistas, a tática de salvamento mudou para uma forma de resgate utilizando cabos de sustentação. Deu certo: lentamente, os oito passageiros do teleférico foram resgatados.

Compare a altura do teleférico com a de outros pontos conhecidos.

Na região de Battagram, há pouca ou nenhuma infraestrutura rodoviária, o que dificulta a vida da população. De acordo com a BBC, isso fez um morador local obter uma permissão da administração da cidade para construir o teleférico.

Além de ser barato, o veículo realiza o percurso entre a aldeia de Jangri a de Batangi, que leva duas horas a pé, em poucos minutos. Pelo menos 150 alunos utilizam o transporte todos os dias, contou um professor à mídia paquistanesa.

“As pessoas estavam desesperadas por um serviço desses”, disse Maulana Qasim Mehmood, um líder religioso local, ao “The New York Times”. “Facilitou muito a vida das pessoas.”

Os aldeões costumam usar teleféricos para se locomover pelas regiões montanhosas do Paquistão. Mas as cabines muitas vezes não recebem manutenção e todos os anos pessoas morrem ou ficam feridas enquanto viajam neles.

O primeiro-ministro interino do Paquistão, Anwar-ul-Haq Kakar, determinou o fechamento de vários teleféricos que estejam há muito tempo sem manutenção. “Também instruí as autoridades a realizar inspeções de segurança de todos esses teleféricos privados e garantir que sejam seguros para operar e usar”, disse.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

beijo-forcado-em-jogadora:-premie-da-espanha-condena-gesto-de-presidente-da-federacao-espanhola-de-futebol

G1 Mundo

Beijo forçado em jogadora: premiê da Espanha condena gesto de presidente da Federação Espanhola de Futebol

Primeiro-ministro Pedro Sánchez disse ainda que pedido de desculpas feito por Luis Rubiales não é suficiente. Após final da Copa do Mundo feminina, que a Espanha venceu, Rubiales deu um beijo na boca forçado em meia Jenni Hermoso. Presidente da Federação Espanhola de Futebol é denunciado após beijar jogadora da Seleção sem consentimento O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, condenou nesta terça-feira (22) o beijo forçado dado pelo presidente da […]

today23 de agosto de 2023 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%