G1 Santos

Confeiteira deixa família no interior de SP para viver o ‘sonho’ de morar e vender doces na praia

today21 de janeiro de 2024 2

Fundo
share close

Uma confeiteira, de 36 anos, deixou uma vida para trás em Ribeirão Preto (SP) para vender doces na orla da praia de São Vicente, no litoral de São Paulo. Aline Rirsch faz os quitutes de festa há 13 anos e, no início de janeiro, mudou de endereço para realizar o sonho de viver no litoral do estado e trazer o “Escritório do Doce” consigo. “Eu já sabia que era possível”, disse ao g1 neste domingo (21).

Aline vivia em Ribeirão Preto com os filhos adolescentes e chegou a ter um negócio físico por alguns meses em 2023, mas sentiu que era hora de começar um novo capítulo.

Há duas semanas, ela chama de lar um apartamento na Biquinha, de frente para o mar, e vive a experiência que sempre almejou. “É um sonho muito antigo morar na praia”.



“Meu trabalho me dá essa possibilidade de estar em qualquer lugar do mundo fazendo o que eu amo, que são os doces”, contou.

‘Escritório do Doce’ vende uma boa diversidade dos docinhos: há brigadeiros convencionais até surpresas de uva — Foto: Arquivo pessoal

Aline já esteve no litoral paulista outras vezes, e em outras cidades, mas escolheu São Vicente por considerá-la mais perto de Ribeirão Preto e, consequentemente, dos filhos.

A história com os doces começou há 13 anos, quando ela decidiu parar de trabalhar no escritório de contabilidade da mãe. Aline decidiu dar uma chance à vida como confeiteira após vender 12 brigadeiros, que fez com apenas uma lata de leite condensado, em 15 minutos.

Os filhos, um menino de 13 e uma adolescente de quase 18 anos, decidiram ficar no interior com o pai – de quem Aline é divorciada –, mas apoiaram a decisão. Eles já planejam visitar a mãe para curtir a praia em breve.

Aline percorre as praias de São Vicente (SP) com expositor com doces variados — Foto: Arquivo pessoal

Além de vender os docinhos individuais e caixinhas para viagem na orla da praia, Aline aceita encomendas. Ela se mostrou animada com a possibilidade de o negócio crescer na Baixada Santista.

Geralmente, a confeiteira sai de casa às 17h e volta entre 19h30 e 20h. É comum ela andar da Biquinha até a praia do Itararé vendendo os docinhos.

“Eu me mantenho com os doces. Não tenho outra fonte de renda. Então, é uma coisa garantida porque é uma coisa que eu já faço há 13 anos. Eu já sabia que era possível”, contou.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

protestos-contra-extrema-direita-reunem-250-mil-na-alemanha

G1 Mundo

Protestos contra extrema-direita reúnem 250 mil na Alemanha

O motivo foi uma recente reunião do partido com neonazistas e empresários na qual discutiram sobre um projeto de expulsão em massa de imigrantes e "cidadãos não assimilados". Em Frankfurt, cerca de 35 mil pessoas se reuniram neste sábado sob o lema "Defendam a democracia - Frankfurt contra a AfD". Um número semelhante de pessoas se manifestou na cidade de Hannover, mais ao norte, com cartazes que diziam "Fora nazistas". […]

today20 de janeiro de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%