G1 Mundo

Congresso do Equador vai votar impeachment do presidente Guillermo Lasso

today10 de maio de 2023 15

Fundo
share close

Foram 88 votos favoráveis de um total de 116 congressistas presentes. Outros 23 deputados votaram contra o julgamento, e cinco se abstiveram.

No Congresso, os aliados do ex–presidente Rafael Correa têm o maior número de assentos, 50, enquanto o partido governista Criando Oportunidades (CREO) tem cerca de uma dezena.

A oposição é liderada pelo movimento de esquerda Revolução Cidadã, do ex-presidente Correa.



Lasso é acusado de cometer peculato na gestão da estatal Frota Petroleira Equatoriana (Flopec), mediante contratos celebrados entre 2018 e 2020.

O presidente é acusado de não ter determinado o encerramento de um contrato entre a Flopec e o grupo internacional Amazonas Tanker, que inclui companhias russas, apesar de lesar os interesses estatais, ao provocar perdas de mais de US$ 6 milhões à empresa equatoriana.

Lasso ameaça com a ‘morte cruzada’

Lasso, de 67 anos, já afirmou que assistirá ao julgamento, também avalizado pela Corte Constitucional, porque é sua “obrigação pôr a cara frente ao povo”.

No entanto, também advertiu que entre suas faculdades constitucionais está a de dissolver a Assembleia Nacional por uma única vez e em seus primeiros três anos de mandato, para a realização de eleições-gerais antecipadas a fim de completar o período de quatro anos, o que é chamado de morte cruzada.

“Não gostaria de que se escreva nas páginas de História que determinei uma morte cruzada para evitar um julgamento político. Não evito o julgamento político, vou para a Assembleia”, afirmou em abril.

Mais cedo, o Ministério do Governo (Casa Civil) afirmou que o processo legislativo carecia de validade.

“Não é admissível que se queira violar o devido processo, ao submeter a julgamento político sem um relatório motivado”, já que a comissão parlamentar de Fiscalização – responsável pelo processo – não pôde aprovar no sábado uma recomendação sobre se procedia ou não o julgamento contra o governante, afirmou a pasta pelo Twitter.

Segundo a ser destituído?

O ministro do Governo, Henry Cucalón, defendeu que não foi possível provar que o presidente cometeu peculato.

Se for derrubado, Lasso se tornaria o segundo presidente equatoriano destituído mediante um julgamento político em 90 anos. Em 1933, foi suspenso de suas funções com este mecanismo o ex-presidente Juan de Dios Martínez (1932-1933).

Nas proximidades do Legislativo, um pequeno grupo de opositores ao governo exigia a destituição de Lasso, que assumiu em maio de 2021.

Esta é a segunda vez que a Assembleia Nacional – onde a oposição é maioria, mas está dispersa – tenta remover o impopular governante do cargo.

No meio de violentos protestos indígenas pelo alto custo de vida em junho do ano passado, um grupo de deputados apresentou uma moção de destituição por grave comoção social, mas não obteve os votos necessários.

Para depor um governante é necessária a vontade de 92 dos 137 legisladores, o que equivale a dois terços.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video:-depois-de-jantar,-lula-pergunta-a-imprensa-placar-de-jogo,-agradece-e-conta-o-resultado-para-o-primeiro-ministro-da-holanda

G1 Mundo

VÍDEO: Depois de jantar, Lula pergunta à imprensa placar de jogo, agradece e conta o resultado para o primeiro-ministro da Holanda

Lula queria saber como terminou a partida entre Real Madri e Manchester City. No fim da tarde e à noite ele esteve com o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte. Ao lado do primeiro-ministro da Holanda, Lula pergunta à imprensa placar de jogo, agradece O presidente Luiz Inácio Lula da Silva promoveu uma cena fora do protocolo na saída de um jantar no Palácio do Itamaraty na noite desta terça-feira. Ao lado […]

today10 de maio de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%