Gospel Prime

Contrariando a Bíblia, Papa aprova “bênçãos” para união de pessoas do mesmo sexo

today18 de dezembro de 2023 2

Fundo
share close

O Vaticano anunciou uma mudança significativa em sua postura em relação à união homossexual, permitindo agora que padres católicos “abençoem” uniões entre pessoas do mesmo sexo. A decisão foi autorizada pelo Papa Francisco e detalhada em um documento divulgado recentemente.

O documento afirma que os padres católicos romanos agora têm permissão para conceder bênçãos a pessoas do mesmo sexo que estejam em um relacionamento, se desejarem. No entanto, mantêm o direito de recusar a realização da cerimônia. A proibição de impedir a entrada de pessoas em igrejas em busca de ajuda divina através de uma bênção é destacada.

É ressaltado que a “bênção” não deve se assemelhar a uma cerimônia de casamento e não pode ocorrer durante liturgias regulares da Igreja. O documento enfatiza que a união entre pessoas do mesmo sexo ainda é considerada um ato “irregular” pela Igreja Católica, mas a permissão para as “bênçãos” é vista como um “sinal de que Deus acolhe a todos”.

O Papa Francisco já havia indicado a possibilidade dessa mudança durante um discurso em outubro, enfatizando a necessidade de não serem “juízes que apenas proíbem”. Em agosto, ele declarou que as mulheres trans são “filhas de Deus” e enfatizou a importância de não tratá-las de maneira diferente. Em janeiro, o Papa criticou países que criminalizam a homossexualidade, afirmando que “a homossexualidade não é crime”.






Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Michael Caceres

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

presa-por-criticar-morte-de-crista-queimada,-nigeriana-e-libertada-apos-500-dias

Gospel Prime

Presa por criticar morte de cristã queimada, nigeriana é libertada após 500 dias

Rhoda Jatau, uma mulher cristã de 45 anos, foi libertada após passar 19 meses na prisão na Nigéria. Ela foi acusada de blasfêmia em maio de 2022 por criticar o brutal assassinato de Deborah Emmanuel Yakubu, uma estudante universitária cristã. Apesar de ter tido diversos pedidos de fiança negados anteriormente, Rhoda obteve a liberdade, pressionada por protestos internacionais, após um juiz do estado de Bauchi conceder a sua liberdade. A […]

today18 de dezembro de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%