G1 Mundo

Convocado a depor, príncipe Harry falta a sessão judicial; entenda o caso

today5 de junho de 2023 10

Fundo
share close

Harry daria testemunho no processo que move com mais cem pessoas contra um grupo de tabloides do país, mas não conseguiu chegar a tempo, disse seu advogado nesta segunda. Ele seria o primeiro membro sênior da realeza britânica a depor em um tribunal em 130 anos.

O advogado de Harry, David Sherborne, disse que o príncipe voou de sua casa em Los Angeles, nos Estados Unidos, na noite de domingo (4), depois de participar da festa de aniversário de sua filha Lilibet, mas não estava disponível para depor na segunda-feira.

Sherbone avisou ao juiz, Timothy Fancourt, que o príncipe não compareceria à audiência de segunda-feira, em um tribunal moderno no Rolls Building do Tribunal Superior, lotado de mídia e alguns membros do público.



O depoimento foi remarcado para terça-feira (6).

O filho mais novo do rei Charles III se sentará no banco de testemunhas na Alta Corte de Londres como parte da ação contra o Mirror Group Newspapers (MGN), editor de “Daily Mirror”, “Sunday Mirror” e “Sunday People”.

Será a primeira vez que um membro sênior da realeza prestará depoimento desde que Edward foi testemunha como parte de um caso de divórcio em 1870 e 20 anos depois em um julgamento por difamação sobre um jogo de cartas, ambos antes de ele se tornar rei.

Relembre a trajetória do casal Príncipe Harry e Meghan Markle até deixar a Família Real

Relembre a trajetória do casal Príncipe Harry e Meghan Markle até deixar a Família Real

Harry, que é o quinto na linha de sucessão ao trono, esteve nas manchetes nos últimos seis meses por causa de suas disputas legais com a imprensa britânica e o lançamento de seu livro de memórias, além de uma série documental da Netflix em que ele acusou outros membros da realeza de conluio com tabloides.

David Yelland, consultor sênior de comunicações e ex-editor do tabloide The Sun de Rupert Murdoch – veículo que Harry também está processando – disse que a família real há muito procura evitar processos judiciais, porque eles não estão no controle da situação.

“Esses casos costumam ser casos de destruição mútua garantida. Acho que ninguém sairá bem”, afirmou ele.

Entenda abaixo os principais pontos do caso.

Sobre o que é o processo?

Príncipe Harry na cerimônia de coroação do rei Charles III e da rainha Camilla, na Abadia de Westminster, em Londres, em 6 de maio de 2023 — Foto: Andy Stenning/Pool via Reuters

Harry e mais de cem outras pessoas estão processando a Mirror Group Newspapers (MGN), editora dos tablóides “Daily Mirror”, “Sunday Mirror” e “Sunday People”, acusando-os de atividades ilegais generalizadas entre 1991 e 2011.

Os envolvidos incluem atores, estrelas do esporte, celebridades e pessoas que simplesmente tiveram uma conexão com figuras importantes.

Eles dizem que os jornalistas do grupo de mídia ou investigadores particulares contratados por eles realizaram hacking de telefone em “escala industrial”, obtiveram detalhes privados por engano e realizaram outros atos ilícitos para descobrir informações sobre eles.

Editores seniores e executivos sabiam e aprovavam o comportamento, dizem os advogados de acusação.

A MGN está contestando as reivindicações e argumenta que alguns dos processos foram abertos tarde demais, como o de Harry.

Harry deve prestar depoimento durante três dias.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-que-se-sabe-sobre-a-queda-do-aviao-que-foi-perseguido-por-cacas-nos-estados-unidos

G1 Mundo

O que se sabe sobre a queda do avião que foi perseguido por caças nos Estados Unidos

A perseguição supersônica, com caças F-16, começou após o piloto do avião não responder a chamados feitos por militares norte-americanos. Policiais do estado da Virginia fazem buscas em parque atrás de restos do avião que colidiu com montanhas — Foto: Randall K. Wolf via AP Pelo menos quatro pessoas estavam na aeronave, segundo a imprensa dos Estados Unidos. No entanto, até a publicação desta reportagem, as autoridades não confirmaram mortes […]

today5 de junho de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%