G1 Mundo

Coreia do Norte diz ter testado drone submarino de ataque nuclear capaz de provocar ‘tsunami radioativo’

today24 de março de 2023 9

Fundo
share close

País liderado por Kim Jong-un disse que lançou uma ogiva teste, que navegou no mar por quase 60 horas entre 80 e 150 metros de profundidade.


O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, com sua filha durante teste de míssil em 20 de março — Foto: KCNA via Reuters



A Coreia do Norte testou um drone submarino de ataque nuclear que é capaz de provocar um “tsunami radioativo”, informou a mídia estatal do país em comunicado publicado nesta quinta-feira (23).

Os testes do sistema de ataque subaquático foram feitos entre terça-feira (21) e esta quinta. A Coreia do Norte disse que lançou uma ogiva teste, que navegou por quase 60 horas entre 80 e 150 metros de profundidade.

“A missão da arma estratégica nuclear subaquática é se infiltrar furtivamente em águas operacionais e fazer um tsunami radioativo em superescala por meio de explosão subaquática para destruir grupos de atacantes navais e os principais portos operacionais do inimigo”, afirmou em comunicado.

Além disso, a Coreia do Norte disse que testou mísseis de cruzeiro na quarta-feira (22), que atingiram os alvos com precisão depois de voarem entre 1.500 km e 1.800 km.

Pyongyang também aproveitou para criticar exercícios militares da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, classificados pelos norte-coreanos como “persistentes” e “provocativos”.

Os últimos testes fazem parte de uma série de exercícios militares que a Coreia do Norte tem feito nas últimas semanas. Em um deles, o país disparou um míssil intercontinental dizendo ser uma simulação de contra-ataque nuclear contra os EUA e a Coreia do Sul.

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

censura-a-livros-bate-recorde-nos-eua,-denuncia-organizacao

G1 Mundo

Censura a livros bate recorde nos EUA, denuncia organização

No total, 2.571 títulos foram objeto de censura em 2022, frente a 713 no ano anterior e 156 em 2020, marcando um novo recorde desde que a associação, criada há 140 anos, começou a compilar esse tipo de informação, há duas décadas. Um total de 58% das denúncias foram contra livros presentes em bibliotecas de escolas e em planos de estudos escolares, e o restante contra títulos em bibliotecas públicas. […]

today24 de março de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%