G1 Mundo

Coreia do Sul aprova lei que proíbe consumo de carne de cachorro

today9 de janeiro de 2024 2

Fundo
share close

O projeto contou com apoio do partido do governo e de parlamentares da oposição. A proposta prevê a proibição da criaçãor para abate, distribuição ou venda de cães para consumo humano.

Pessoas que trabalham nesse tipo de indústria receberão subsídios do governo para conseguir novos empregos.

O hábito de comer carne de cachorro vem diminuindo, na Coreia do Sul, nas últimas décadas, sendo mais comum entre pessoas mais idosas.



Além disso, o movimento de conscientização sobre a proteção de animais tem crescido no país.

Uma pesquisa divulgada pelo grupo Animal Welfare Awareness apontou que mais de 90% dos entrevistados não comeram carne de cachorro no último ano e não pretendem consumir produtos do tipo no futuro.

Segundo a agência estatal Yonhap, existem cerca de 1.150 fazendas para a criação de cães, na Coreia do Sul. Além disso, 34 açougues, 219 distribuidores e aproximadamente 1.600 restaurantes vendem alimentos produzidos com carne de cachorro.

Por outro lado, a associação sul-coreana que representa a indústria de carne canina afirmou que a proibição afetará 3.500 fazendas que criam 1,5 milhão de cães, além de 3 mil restaurantes.

O apoio ao projeto cresceu durante o governo do atual presidente, Yoon Suk-yeol, que adotou seis cães e oito gatos. A primeira-dama, Kim Keon Hee, também é conhecida por ser crítica ao consumo de carne canina.

Algumas tentativas de aprovar o projeto fracassaram no passado. Em novembro de 2023, um grupo de cerca de 200 criadores de cães fez um protesto perto do gabinete presidencial pedindo a revogação do projeto.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

brasil:-uma-democracia-teatral-em-nome-do-poder-as-custas-da-nossa-liberdade

Pleno News

Brasil: Uma democracia teatral em nome do poder às custas da nossa liberdade

Marisa Lobo - 09/01/2024 12h02 Brasil: uma democracia teatral Foto: Pixabay Desde a semana passada, vem ocorrendo no Brasil uma série de manifestações por parte da imprensa e de políticos ligados ao governo, todas com o objetivo de recordar os protestos violentos de 8 de janeiro de 2023, quando a democracia no país teria sido ameaçada. Na programação atual, até mesmo discursos de ministros do Supremo Tribunal Federal foram agendados, […]

today9 de janeiro de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%