G1 Mundo

Cúpula do G7 diz que possível uso de arma nuclear pela Rússia contra a Ucrânia é inadmissível

today19 de maio de 2023 6

Fundo
share close

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou em Hiroshima na quinta-feira (18), onde participará, na condição de convidado, da reunião de cúpula do G7.


A Rússia realizou exercícios nucleares de rotina na semana passada em meio à intensificação da retórica sobre quando as armas poderiam ser usadas — Foto: Ministério da Defesa da Rússia/via BBC



A Cúpula do G7 – grupo que compõe os sete países mais industrializados do mundo – divulgou um documento nesta sexta-feira (19), em que diz ser inadmissível o possível uso de arma nuclear pela Rússia contra a Ucrânia.

Em março, o governo da Rússia voltou a lançar sobre os países ocidentais a sombra de um conflito nuclear em decorrência da guerra na Ucrânia. À época, Vladimir Putin acusou os países ocidentais de instigarem o conflito, ao fornecer armas aos ucranianos.

Todos os sete países afirmaram no documento que a retórica nuclear irresponsável da Rússia, o enfraquecimento dos regimes de controle de armas e a intenção declarada de implantar armas nucleares na Belarus são perigosos e inaceitáveis.

“Reiteramos nossa posição de que as ameaças de uso de armas nucleares por parte da Rússia, e qualquer uso de armas nucleares por parte da Rússia, no contexto de sua agressão contra a Ucrânia, são inadmissíveis”, diz o documento.

Os países ainda usam o documento para destacar que o compromisso deles é alcançar um mundo sem armas nucleares e com segurança para todos.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou em Hiroshima na quinta-feira (18), onde participará, na condição de convidado, da reunião de cúpula do G7.

*Esta matéria está em atualização

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

russia-emite-mandado-de-prisao-para-promotor-britanico-que-solicitou-prisao-de-putin

G1 Mundo

Rússia emite mandado de prisão para promotor britânico que solicitou prisão de Putin

Karim Ahmed Khan ajudou na ordem de prisão direcionada a Putin e a Ombudsman russa para os direitos das crianças por acusações de sequestro de menores ucranianos. Foto de arquivo de 7 de novembro de 2019 mostra sede do Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia, na Holanda — Foto: Peter Dejong/AP A Rússia emitiu um mandado de prisão para o juiz principal do Tribunal Penal Internacional (TPI), que em março […]

today19 de maio de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%