G1 Mundo

Desafiado nas urnas, Erdogan testa a eficácia dos poderes que acumulou para manter-se no poder

today13 de maio de 2023 5

Fundo
share close

O problema é que esta aliança parece disfuncional, com nacionalistas, islâmicos, seculares e progressistas — partidos de interesses distintos que se juntaram com um só objetivo: tirar do poder o presidente, de 69 anos.

Os cidadãos turcos irão às urnas neste domingo (14) para escolher o novo líder do país ou renovar o mandato de Erdogan em eleições presidenciais e parlamentares.

As pesquisas sugerem um empate técnico entre os dois principais candidatos nas eleições de domingo, com Kilicdaroglu, de 74 anos, ligeiramente à frente.



Na quinta-feira (11), a candidatura do desafiante de Erdogan parece ter ganhado fôlego para quebrar a barreira dos 50% necessários e assegurar a vitória no primeiro turno: a desistência de Muharrem İnce, outro candidato da oposição.

O presidente ainda é fortemente sustentado por grupos de nacionalistas e conservadores religiosos, mas a inflação descontrolada e a queda da lira o desgastaram.

Apoiadores de Erdogan durante um comício eleitoral em Istambul — Foto: Umit Bektas/REUTERS

Na reta final da campanha, Erdogan correu para reverter o prejuízo. Intensificou a agenda de comícios e distribuiu benesses entre os eleitores. Anunciou um aumento salarial de 45% para funcionários públicos, gás grátis e dados móveis à população.

O controle maciço sobre a mídia pôs a narrativa oficial a favor do presidente e garantiu a ele 33 horas de tempo de antena em abril, contra apenas 32 minutos ao seu principal adversário.

Não há dúvidas de que, se for reeleito, Erdogan persistirá em sua trajetória de expandir ainda mais seus poderes. Ao assumir o cargo de primeiro-ministro, pelo Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), em 2003, foi visto como reformador econômico e defensor dos muçulmanos devotos.

O panorama mudou quando a economia estagnou e ele enfrentou uma tentativa de golpe, em 2016. A partir daí, promoveu um expurgo de opositores e juízes. Lotou as prisões de dissidentes e desmantelou as instituições democráticas.

Por meio de um referendo, substituiu o sistema parlamentar pela presidência executiva. Todo poderoso, Erdogan tem autoridade para publicar decretos sem aprovação parlamentar.

No âmbito externo, como membro da Otan, o presidente exercita continuamente a arte da ambiguidade, equilibrando-se e jogando com Ocidente, Rússia e Ucrânia. Essa tática é muito criticada por Kilicdaroglu, que, por sua vez, recebe a pecha de pró-Ocidente por seus adversários.

O rival de Erdogan denuncia a interferência da Rússia nas eleições, acusando o país de disseminar desinformação em vídeos deep fake.

“Tire as mãos do Estado turco”, alertou ele ao Kremlin. Um suposto vídeo de sexo teria levado o candidato Muharrem Ince a desistir da campanha três dias antes das eleições.

O pleito deste domingo diz mais sobre Erdogan, populista combativo e carismático, do que sobre o discreto adversário e sua capacidade de domar os aliados que competem entre si.

Resta saber também se a concentração de poderes que o presidente vem acumulando nos últimos anos ainda é suficiente para assegurar sua manutenção no cargo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

voce-viu?-morte-de-rita-lee,-indicacao-de-galipolo-no-bc,-o-bilionario-que-quer-ser-congelado-para-reviver-no-futuro-e-o-gato-‘pescado’-em-maquina-de-ursinho

G1 Mundo

Você viu? Morte de Rita Lee, indicação de Galípolo no BC, o bilionário que quer ser congelado para reviver no futuro e o gato ‘pescado’ em máquina de ursinho

Rita Lee: a revolução em forma de mulher Para além de sua autobiografia e de inúmeras entrevistas que concedeu ao longo da carreira, Rita Lee deixou marcas da sua personalidade também nas redes sociais. O Instagram da cantora era atualizado com alguma frequência, com fotos de animais, alguns "tbts" em família e uns poucos registros atuais — como quando, em 4 de março, publicou uma foto sua feita por seu […]

today13 de maio de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%