Prefeitura de Guarujá

Dia Nacional da Defesa Civil celebra a importância da prevenção em Guarujá

today5 de fevereiro de 2024 7

Fundo
share close

Todos os dias, uma equipe de 27 profissionais trabalha com a principal missão de atuar na prevenção de áreas de risco e preservar vidas

Este ano, o Dia Nacional da Defesa Civil, celebrado na última quinta-feira (1º), teve um sabor diferente para Joel Pedro Chaves. Depois de 28 anos a serviço do órgão em Guarujá, ele teve seu primeiro dia de aposentadoria. “Estou com 63 anos e vivi muitas histórias ali dentro. A sensação é de dever cumprido e sei que vou sentir falta de todo o pessoal”.

O agente operacional exerceu diversas funções dentro da unidade, inclusive de coordenador de Defesa Civil. “Muitas memórias são tristes e me marcaram muito as ocorrências com crianças em deslizamentos, mas a vontade de ajudar as pessoas é o que sempre me motivou”, lembra Joel.

Equipe

Atualmente, a equipe da Defesa Civil de Guarujá conta com 27 pessoas. A principal missão é atuar na prevenção de áreas de risco, o que engloba subir ao menos 10 morros por semana e acompanhar até mesmo as pequenas mudanças geológicas de cada área. Ter o contato direto com as comunidades é o grande diferencial da equipe municipal.



Há oito anos na Defesa Civil, a funcionária pública Mara de Lima Freitas, de 44 anos, diz que jamais esquecerá quando o Morro da Barreira do João Guarda e o Morro da Bela Vista, conhecido como Morro do Macaco Molhado, foram um dos mais afetados por deslizamentos na tempestade de março de 2020, que assolou diversos pontos da Baixada Santista.

“A motivação é poder trazer alguma ajuda a quem realmente precisa, pois geralmente nossos atendimentos são feitos nos piores momentos da vida das pessoas. Em 2020, vivemos um misto de sentimentos: era entre posso ajudar e sou impotente”, relembra.

Nova geração

Em seis anos, o geólogo Jozzefer Vincov, de 26, viveu momentos inesquecíveis na Defesa Civil de Guarujá e conseguiu colocar em prática todo o conhecimento aprendido na universidade. Ele, que tem MBA em Gestão Estratégica de Pessoas e mestrado em Geociências (Hidrogeologia e Meio Ambiente), leva na bagagem os Gabinetes de Crise e atendimentos emergenciais dos desastres de 2020 e 2023 na Cidade. “Gosto de um texto de Guimarães Rosa que tem muito a ver com o nosso trabalho. ‘O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem’”.

Há duas semanas integrando Defesa Civil de Guarujá, Bruna Leandra Santágueda de Bastos, de 45 anos, está orgulhosa de poder integrar a equipe. “É muita sorte poder trabalhar com uma equipe determinada, gentil, prestativa, corajosa e extremamente comprometida em desempenhar suas funções. Ajudar as pessoas sempre foi a minha maior motivação e tenho aprendido muito com essa equipe de verdadeiros guerreiros. Uma equipe modelo para a Região”.

Trabalho

O objetivo principal das ações preventivas da Defesa Civil de Guarujá é evitar óbitos e minimizar os danos na época de chuvas intensas, por meio de um trabalho realizado ao longo de todo o ano. Em fevereiro de 2023, Guarujá foi castigada com 400 milímetros de chuvas ininterruptas em apenas 24 horas, superior à média prevista para todo aquele mês, que era de 234 milímetros. Desde a década de 50 que o Município não recebia um volume de chuvas tão forte em curto espaço de tempo e, apesar disso, a Cidade não registrou vítimas.

Atualmente, fruto de uma parceria com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o Município possui 15 estações com pluviômetros automáticos, que cobrem 143 km² de extensão da Ilha de Santo Amaro, monitorando as áreas de risco geológico e áreas suscetíveis a alagamentos em tempo real. Além disso, conta também com uma plataforma de coleta de dados geotécnicos (que medem a umidade do solo) na região da Vila Baiana e na Área de Proteção Ambiental (APA) Serra do Guararu.

Este ano, de maneira experimental, está sendo implantado o Sistema de Alerta Remoto (Sisar), que conta com uma sirene na Barreira do João Guarda, em Guarujá. Outra importante contribuição será a criação do Núcleo de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) nesta comunidade, nos moldes da iniciativa realizada com êxito na Prainha Branca.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Prefeitura de Guarujá.

Por: arthur.pinho

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

prefeitura-de-guaruja-revitaliza parque-infantil-no-pae-cara

Prefeitura de Guarujá

Prefeitura de Guarujá revitaliza parque infantil no Pae Cará

Serviço proporcionará nova alvenaria, conserto de brinquedos, entre outras remodelações A Prefeitura de Guarujá está revitalizando o Parque Infantil Maria das Graças, na Avenida Guarujá, no bairro Pae Cará, em Vicente de Carvalho. O espaço passa por remodelação total, com nova alvenaria, reforma de brinquedos, cercado e portões. O serviço é capitaneado pela Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Seurb). O local é movimentado por diversas crianças do bairro, muitas que frequentam […]

today5 de fevereiro de 2024

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%