G1 Santos

Dono de oficina mecânica é preso suspeito de furtar energia elétrica há 19 anos no litoral de SP

today29 de novembro de 2023 1

Fundo
share close

Um empresário, de 42 anos, foi preso em flagrante por furtar energia elétrica para uma oficina mecânica, no bairro Parque São Vicente, no litoral de São Paulo. O g1 apurou, nesta quarta-feira (29), junto à Polícia Civil, que o homem cometia o crime há 19 anos.

Segundo o Boletim de Ocorrência, após investigação, os policiais civis do 2° DP do município, dirigiram-se à oficina para apurar o furto de energia elétrica. No local, com a presença de um funcionário da CPFL Piratininga, constaram que havia uma ligação direta da fiação do poste de iluminação para o quadro elétrico da empresa, sem a presença do medidor.

A falta do equipamento impede que a companhia cobre pelo fornecimento elétrico, além de provocar risco de incêndio no local. No momento da averiguação, os policiais encontraram um ventilador e iluminação ligados, configurando o furto de energia.



O homem foi conduzido à delegacia, onde permaneceu à disposição da Justiça O caso foi registrado como furto no 2° DP do município, onde é investigado.

Oficina mecânica funcionava sem medidor e com ligação direta de poste de iluminação pública em São Vicente, SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Em nota, a CPFL Piratininga informou que os cálculos sobre a quantidade de energia desviada e os respectivos valores serão feitos pela companhia e repassados aos responsáveis pelas fraudes, e que as investigações serão conduzidas pelas autoridades policiais.

A empresa ressaltou que as fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal, e a pena pode variar de um a quatro anos de detenção. Também são cobrados dos fraudadores os valores das tarifas referentes a todo o período em que ocorreu o roubo, acrescidos de multa.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), segundo a CPFL, também distribui para todos os consumidores, por meio das tarifas de energia elétrica, parte dos prejuízos causados pelas “perdas comerciais”, como são denominadas as irregularidades. Outra consequência negativa é a piora na qualidade do serviço prestado.

A CPFL afirmou, ainda, que as ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível às interrupções no fornecimento. “Consumidores que fazem ‘gato’, além de praticarem crime, também estão colocando as suas vidas e da população em risco. Pessoas não habilitadas que tentam manipular o medidor de energia ou realizar ligação direta na rede podem causar acidentes graves, até mesmo fatais”.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

benazzi-engenharia-consolida-posicao-de-destaque-na-baixada-santista

G1 Santos

Benazzi Engenharia consolida posição de destaque na Baixada Santista

Em uma entrevista exclusiva, ele conta ao G1 Santos sobre os bastidores da empresa fundada em 2015, que teve origem no ramo de reformas prediais. Desde então, a Benazzi cresceu, diversificou suas operações e hoje lidera projetos complexos de infraestrutura, construções e gerenciamento de obras. Ao longo do tempo, suas operações se ampliaram para atender às crescentes demandas do mercado, para manter um alto padrão de qualidade em todas as […]

today29 de novembro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%