Prefeitura de Guarujá

Em Guarujá, conscientização ambiental é tema de ação para 700 alunos

today25 de junho de 2022 57

Fundo
share close

Alunos do 3°, 4° e 5° ano das Escolas Municipais Benedicta Blac e Mário Cerqueira participaram de palestras em uma tenda inflável montada no pátio das unidades

Cerca de 700 alunos da rede municipal de ensino participaram de uma ação de conscientização ambiental. A iniciativa ocorreu entre os últimos dias 20 e 22 nas Escolas Municipais Benedicta Blac e Mário Cerqueira, ambas no bairro do Perequê, em uma realização das Secretarias Municipais de Educação (Seduc) e de Meio Ambiente (Semam), em parceria com o Instituto Ecossis (Instituição sem fins lucrativos criada com a missão de organizar, planejar e desenvolver ações de Responsabilidade Socioambiental).

Os alunos participaram de palestra dentro de uma tenda personalizada, montada no pátio das escolas. Cada uma possuía três cortinas temáticas que abordavam problemáticas como as consequências do descarte de plásticos e resíduos nas praias tanto para a população quanto aos animais.

Além disso, foram apresentadas amostras de areia e objetos encontrados nas praias. Temas delicados e necessários para a conscientização também foram abordados, a exemplo da estimativa de haver mais plásticos do que peixes no oceano em 2050. Outra problemática destacada é o fato de, possivelmente, as pessoas estarem ingerindo resquícios de resíduos do mar na alimentação.

Todas essas informações abriram os olhos dos alunos. “Estamos aprendendo muitas coisas novas, como reciclar e sendo direcionados a conversar com nossos amigos também para não jogarem lixo no mar. A Prefeitura está nos ajudando a aprender sobre isso”, disse o aluno Caio Vinícius dos Santos Ferreira, de 10 anos.



“Estou achando muito interessante. Tem muita coisa que eu não sabia sobre o meio ambiente e estou aprendendo. Fiquei muito triste quando vi copos descartáveis e tampinhas de garrafas que foram achados na praia. Vou fazer minha parte para que isso melhore”, afirmou Enzo de Oliveira Duarte, de 10 anos, aluno da Escola Mário Cerqueira.

A intenção é que a iniciativa sirva como piloto e seja ampliada para mais escolas de Guarujá. “São ações de total relevância. Os alunos precisam aprender, estudar o meio onde vivem, saber quais ações humanas interferem nesse meio e, também, aprender como agir para não comprometer o meio ambiente”, afirmou a coordenadora de Ações Educacionais da Seduc.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Prefeitura de Guarujá.

Por: Tadeu

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

advogada-orienta-o-que-fazer-em-casos-de-assedio-e-violencia-no-trabalho-apos-agressao-‘bizarra-e-brutal’-contra-procuradora

G1 Santos

Advogada orienta o que fazer em casos de assédio e violência no trabalho após agressão ‘bizarra e brutal’ contra procuradora

A brutalidade com que o procurador Demétrius Oliveira de Macedo, de 34 anos, agrediu a procuradora-geral de Registro, no interior de SP, Gabriela Samadello, acende um alerta para os casos de violência e assédio em ambiente de trabalho. O g1 ouviu a advogada Thaís Perico, especialista em Direito das Mulheres, que orientou como proceder em casos de agressão contra a mulher. Co-fundadora do primeiro escritório de advocacia para mulheres da […]

today25 de junho de 2022 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%