G1 Mundo

Em viagem à França, Biden tenta reforçar aliança com europeus diante de ameaça de Trump

today5 de junho de 2024 6

Fundo
share close

Biden participará na quinta-feira (6), nas praias da Normandia, das cerimônias de aniversário do “Dia D”, ao lado do presidente francês Emmanuel Macron, do rei Charles III da Inglaterra, do chanceler alemão Olaf Scholz, do primeiro-ministro canadense Justin Trudeau, do presidente italiano Sergio Mattarella e do presidente ucraniano Volodimir Zelensky.

Em 6 de junho de 1944, o “Dia D”, 156 mil soldados e 20 mil veículos chegaram às praias da Normandia, onde os nazistas, que sob as ordens de Adolf Hitler ocuparam a Europa ocidental, não os aguardavam.

A operação titânica contribuiu decisivamente para o fim da Segunda Guerra Mundial em território europeu em 1945 com a Alemanha nazista, que estava encurralada entre duas frentes: Atlântico, ao oeste, e União Soviética, ao leste.



Apesar do preço muito elevado que a União Soviética pagou na vitória final (27 milhões de mortes entre civis e militares), o presidente russo, Vladimir Putin, não foi convidado, ao contrário do que aconteceu há 10 anos, devido à invasão da Ucrânia, iniciada em 2022.

Macron, para quem a ofensiva russa representa uma ameaça existencial para a Europa, espera que a comemoração do desembarque aliado também sirva para expressar o apoio das potências ocidentais à Ucrânia.

Durante a viagem à França, Zelensky pretende abordar, com Biden e Macron, as necessidades do seu país na guerra. A Ucrânia também será um tema de discussão da visita de Estado do presidente americano, no sábado, a Paris.

– “Vencemos a guerra” -Os convidados mais ilustres das cerimônias de recordação do Dia D serão os veteranos da Segunda Guerra Mundial: as autoridades francesas aguardam quase 200 combatentes do conflito, com idades que superam 90 anos e, em alguns casos, 100.

A esposa do presidente francês, Brigitte Macron, deu as boas-vindas aos primeiros veteranos que chegaram à região da Normandia. Ela expressou “o mais profundo respeito e o mais profundo amor” da França, em um vídeo publicado na rede social X.

“Fico feliz porque vencemos a guerra”, disse um deles. “Oh, sim, venceram”, ela respondeu em inglês, apertando a mão do veterano.

O desembarque das forças aliadas, apoiado por operações aerotransportadas que lançaram tropas de paraquedas diretamente no solo ocupado, foi a maior operação naval da história em número de navios mobilizados e tropas participantes.

O “dia mais longo”, como passou a ser conhecido, marcou o início do fim da ocupação nazista da Europa – mas ainda foram necessários meses de combates intensos e violentos antes da vitória sobre o regime de Hitler.

Durante os três dias de cerimônias, Macron prestará homenagem às vítimas francesas da ocupação nazista, incluindo 70 membros da Resistência Francesa executados pelos alemães na prisão de Caen, na Normandia.

Na quinta-feira, dia do 80º aniversário, os líderes comparecerão a cerimônias nacionais nos cemitérios de guerra da costa da Normandia e a um evento internacional previsto para a praia de Omaha.

Na sexta-feira, Biden fará um discurso em Pointe du Hoc – um promontório no topo de uma falésia cujos bunkers alemães foram atacados pelas tropas americanas em um ataque ousado – sobre a defesa da liberdade e da democracia.

Macron também discursará no mesmo dia em Bayeux, a primeira cidade francesa libertada da ocupação nazista.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cedulas-de-libras-com-a-imagem-do-rei-charles-iii-entram-em-circulacao-no-reino-unido

G1 Mundo

Cédulas de libras com a imagem do rei Charles III entram em circulação no Reino Unido

As novas notas vão substituir gradualmente as que possuem o retrato de sua mãe, Elizabeth II. Nota de 50 libras com a imagem de Charles III; cédulas com a imagem do monarca começam a circular no Reino Unido a partir de 5 de junho de 2024 — Foto: Daniel Leal / AFP As cédulas de libras esterlinas com a imagem do rei Charles III entram em circulação nesta quarta-feira (5) […]

today5 de junho de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%