G1 Mundo

Em visita à China, chanceler do Japão pede libertação de cidadão detido por ‘razões desconhecidas’

today2 de abril de 2023 28

Fundo
share close

O ministro das Relações Exteriores do Japão, Yoshimasa Hayashi, pediu neste domingo (2) a Pequim a libertação de um japonês detido na China na semana passada por “razões desconhecidas”, segundo o governo japonês.

O pedido aconteceu em um encontro entre Hayashi e o diplomata chinês Qin Gang na capital chinesa. Foi a primeira visita de um chanceler japonês à China em mais de três anos, em meio à tensão crescente na região por conta da guerra da Ucrânia – o Japão tem se alinhado ao Ocidente, enquanto o governo chinês, à Rússia.

A detenção do cidadão do Japão foi comunicado na semana passada pela farmacêutica Astellas Pharma – ele é funcionário da empresa. Segundo a agência de notícias japonesa Kyodo News, pelo menos outros 16 cidadãos japoneses foram detidos na China sob suspeita de envolvimento em atividades de espionagem desde 2015.



“Fiz um protesto contra a recente detenção de um japonês em Pequim e enfatizei nossa posição sobre o assunto, incluindo a libertação antecipada desse cidadão”, disse Hayashi após sua reunião com Qin.

Ele acrescentou que o Japão está buscando transparência sobre o processo legal referente às detenções, mas não deu detalhes sobre a reação da China.

ministro das Relações Exteriores do Japão, Yoshimasa Hayashi, se encontra com o ministro das Relações Exteriores da China, Qin Gang, durante sua reunião na Diaoyutai State Guesthouse em Pequim, China, nesta foto tirada pela Kyodo em 2 de abril de 2023. — Foto: Kyodo/via Reuters

Preocupação com militarização chinesa

Hayashi também disse que transmitiu as graves preocupações do Japão sobre o aumento da atividade militar da China, incluindo sua proximidade com a Rússia e sua presença marítima no Mar da China Oriental.

“Ambos afirmamos a importância de continuar a dialogar sobre questões que incluem a segurança nacional”, disse Hayashi, acrescentando que falou com Qin sobre a “importância de garantir a paz e a estabilidade no estreito de Taiwan“.

A tensão regional tem aumentado também em relação a Taiwan, que Pequim reivindica como seu próprio território. A China nunca renunciou ao uso da força para colocar Taiwan sob seu controle.

Já o governo eleito em Taipei rejeita as reivindicações de Pequim e diz que apenas seu povo pode decidir seu futuro.

O Japão também apresentou uma queixa diplomática em agosto depois que cinco mísseis balísticos lançados pelos militares chineses caíram na zona econômica exclusiva do Japão, perto de ilhas disputadas conhecidas como Senkaku, no Japão, e Diaoyu, na China.

Embora o Japão e a China tenham suas diferenças, ambos concordaram em reiniciar as negociações trilaterais com a Coreia do Sul, disse Hayashi, chamando o acordo de “uma conquista importante” de seu encontro com Qin.

“Concordamos em continuar nos comunicando de perto em vários níveis, incluindo os níveis ministerial e de liderança”, acrescentou Hayashi.

O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, e o presidente chinês, Xi Jinping, se encontraram à margem da cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC) em novembro passado, marcando as primeiras conversas em nível de liderança em quase três anos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

papa-francisco-participa-da-missa-de-domingo-de-ramos

G1 Mundo

Papa Francisco participa da missa de Domingo de Ramos

Pontífice recebeu alta no sábado (1º) depois de tratar uma bronquite infecciosa. Ele deve participar de todas as celebrações da Semana Santa. Papa Francisco participa da missa do Domingo de Ramos na Praça de São Pedro, no Vaticano, em 2 de abril de 2023 — Foto: Remo Casilli/Reuters O papa Francisco participou da missa de Domingo de Ramos na Praça de São Pedro, neste domingo (2), um dia depois de […]

today2 de abril de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%