Gospel Prime

Emirados Árabes ensinarão sobre holocaustos nas escolas

today13 de janeiro de 2023 24

Fundo
share close

Na segunda-feira, a embaixada dos Emirados Árabes Unidos nos Estados Unidos disse que os Emirados começarão a ensinar sobre o Holocausto nas aulas de história nas escolas primárias e secundárias de todo o país.

De acordo com The Times of Israel, a embaixada não forneceu detalhes sobre o currículo e as autoridades educacionais nos Emirados não reconheceram imediatamente o anúncio na segunda-feira, que veio após os EAU normalizaram as relações com Israel em 2020 como parte de um acordo mediado pela administração de Trump.

“Como resultado dos históricos Acordos de Abraão, [os EAU] agora incluirão o Holocausto no currículo das escolas primárias e secundárias”, disse a embaixada em um tweet.

Nesse sentido, o anúncio antecedeu uma reunião planejada dos Grupos de Trabalho do Fórum Negev em Abu Dhabi esta semana, que surgiu a partir dos acordos de normalização. A reunião contará com a presença de funcionários de Bahrein, Egito, Israel, Marrocos, Emirados Árabes Unidos e Estados Unidos.

Além disso, o anúncio feito pelos Emirados aconteceu após outras nações árabes condenaram o Ministro de Segurança Nacional, Itamar Ben Gvir, por visitar o local sagrado do Monte Templo em Jerusalém na semana passada, depois que o novo governo de direita do Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu tomou posse.



Desse modo, condenação foi especulada como sendo a razão de um atraso na visita planejada de Netanyahu aos Emirados Árabes Unidos, sua primeira visita oficial, que estava prevista para este mês, mas foi adiada para fevereiro.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cristao-e-morto-em-uganda-apos-evangelizar-13-muculmanos

Gospel Prime

Cristão é morto em Uganda após evangelizar 13 muçulmanos

No dia 2 de janeiro, um homem de 37 anos chamado Ahamada Mafabi foi morto após participar de um debate cristão-muçulmano no leste de Uganda, no qual 13 muçulmanos colocaram sua fé em Cristo. “Os muçulmanos aceitaram abertamente a Cristo. Houve gritos dos muçulmanos exigindo que Mafabi deixasse o local da reunião, dizendo: ‘Mafabi, pare sua blasfêmia de igualar Issa [Jesus] a Deus, chamando-o de Filho de Deus'”, disse o […]

today13 de janeiro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%