G1 Santos

Entenda o que é o ‘estupro marital’ que fez marido ser preso após ser gravado violentando esposa dopada em SP

today3 de fevereiro de 2023 50

Fundo
share close

Ambos os profissionais afirmaram que, independentemente do matrimônio, qualquer relação sexual que não tenha o consentimento de uma das partes é caracterizada como estupro. O crime, inclusive, tem pena prevista de seis a 10 anos de prisão. Quando o crime é cometido dentro de uma relação conjugal o estupro é chamado de ‘marital’.

“O estupro dentro do casamento se caracteriza da mesma forma que todos os outros tipos. É o sexo sem consentimento. É a vontade da mulher, então, quando ela se nega ou resolve parar, no início ou em qualquer outro momento do ato, tem que ser respeitada. Quando isso não acontece e ela dá queixa, é caracterizado um estupro”, ​​​​explicou a investigadora da DDM de Itanhaém (SP), Kátia Bento Palange.



Violência contra mulher: entenda o ciclo do relacionamento abusivo

Violência contra mulher: entenda o ciclo do relacionamento abusivo

Casos dentro de um matrimônio, segundo os profissionais, podem ser ‘caracterizados’ desta forma. “Nao há legislação específica para julgar o estupro marital, como chamamos. Mas ele se enquadra na Lei Maria da Penha, sendo portanto um agravante no crime de estupro”, acrescentou Kátia.

O advogado criminal Mário Badures pontuou que a lei civil não autoriza, sob qualquer circunstância, o uso de violência física ou coação moral entre cônjuges. “A Lei Maria da Penha tem a violência sexual como uma das formas de violência doméstica e familiar contra a mulher, quer seja pelo constrangimento em presenciar, manter ou participar de relação sexual não desejada”.

Vítima afirmar ter sido agredida pelo ex em Praia Grande por diversas vezes — Foto: Arquivo pessoal

Ele complementou que, neste contexto, “pouco importa se existe um relacionamento amoroso: mulher alguma pode ser vista como objeto, sendo forçada a manter relações sexuais e praticar qualquer ato sem consentimento”.

Por fim, a investigadora da DDM de Itanhaém ressaltou que, atualmente, tal situação é reconhecida como crime, “mas antigamente muitas mulheres foram obrigadas a fazer sexo pela ‘obrigação do casamento’“. Ela ainda afirmou que, nas denúncias, além do exame de corpo de delito – que nem sempre é conclusivo – , a palavra da vítima é de “suma importância”.

Mulher denuncia marido no litoral de SP

O empresário Ricardo Penna Guerreiro, de 46 anos, foi preso preventivamente em Praia Grande (SP) por estupro de vulnerável. Conforme apurado pelo g1, ele é acusado pela ex-esposa, a estudante Juliana Rizzo, de 34 anos, de estuprá-la enquanto ela dormia sob efeito de remédios.

A mulher chegou a divulgar na internet imagens que comprovam o estupro. A vítima ainda acusa o ex-companheiro de espancá-la e agredir frequentemente o filho do casal.

Ao g1, o advogado do suspeito, Eugênio Malavasi, informou que não teve acesso aos autos, mas que “o acusado se declara inocente e irá provar o alegado no momento oportuno”.

Homem é preso após espancar e estuprar a ex-mulher em Praia Grande

Homem é preso após espancar e estuprar a ex-mulher em Praia Grande

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

maria-do-rosario-participa-de-reuniao-da-frente-parlamentar-evangelica

Gospel Prime

Maria do Rosário participa de reunião da Frente Parlamentar Evangélica

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), famosa por seu posicionamento ideológico progressista e por frequentemente ser flagrada tendo “chiliques” na Câmara dos Deputados, tem tentado se aproximar da Frente Parlamentar Evangélica. Como petista não dá ponto sem nó, as intenções da parlamentar são de aproveitar a força do colegiado para tentar emplacar seus projetos, mas não sem gerar desconfiança entre aqueles que já conhecem seu histórico ideológico. A deputada […]

today3 de fevereiro de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%