G1 Santos

Estado indenizará aluna transgênero após ofensas à comunidade LGBTQIA+ feitas por um professor

today6 de abril de 2024 6

Fundo
share close

A Justiça de Guarujá, no litoral paulista, condenou o estado de São Paulo a indenizar uma aluna transgênero em R$ 8 mil após ofensas à comunidade LGBTQIA+ feitas por um professor em sala de aula. Segundo o Tribunal de Justiça (TJ-SP), o docente disse que mulheres trans que utilizam banheiros femininos seriam potenciais praticantes de estupro. Cabe recurso a decisão.

A fala do professor ocorreu, de acordo com a sentença, durante uma discussão com alunos em sala de aula, dentro em uma instituição de ensino público. Na decisão, o juiz Cândido Alexandre Munhóz Pérez ressaltou que questão exposta pelo docente era delicada e envolvia diretamente uma estudante trans. O termo “transgênero” ou “trans” se refere a uma pessoa cuja identidade de gênero não corresponde à do sexo de nascimento.

Pérez entendeu, com base no documento, que houve um excesso do profissional e educação, que acabou por causar “constrangimento à autora [da ação, a aluna]” e desconforto aos demais estudantes. “Situação de todo inadmissível



O juiz ressaltou que a escola é lugar de aprendizagem, de aquisição de saberes e capacidades, e que também deve ser um ambiente de acolhimento para que os alunos desenvolvam uma sensação de pertencimento à instituição.

“As condutas do agente público, entrementes, afastaram-se de tais objetivos: por meio de palavras e ações, causou ele lesão moral à autora, aluna, pessoa em relação a quem tinha os deveres de instruir, orientar e acolher”, apontou o juiz.

Além do valor estabelecido em reparação por danos morais, o estado terá que pagar R$ 800 por danos materiais correspondente à quantia gasta pela estudante com tratamento psicológico após o episódio, segundo sentença publicada em 22 de fevereiro de 2024.

O TJ-SP não informou outros detalhes do processo, pois corre em segredo de justiça. Procurado pelo g1, o Governo de São Paulo não se manifestou até a publicação desta matéria.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

com-dengue-em-alta-na-argentina,-falta-repelente-no-pais;-produto-e-vendido-por-ate-r$-190

G1 Mundo

Com dengue em alta na Argentina, falta repelente no país; produto é vendido por até R$ 190

Segundo a agência de notícias AP, há poucas semanas, um repelente de aerossol era vendido em Buenos Aires por cerca de US$ 5,67 (R$ 29, na cotação atual). Agora, em plataformas de comércio online, o preço chega a US$ 37,47 (R$ 190). Houve uma onda de reclamações contra o governo, e o ministro da Saúde, Mario Russo, disse que a falta de produto vai se resolver nas próximas semanas. “Nós […]

today6 de abril de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%