G1 Mundo

Estudante de medicina do PR morre em combate na guerra na Ucrânia

today7 de agosto de 2023 15

Fundo
share close

Antônio Hashitani era estudante da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), em Curitiba, e, segundo a família, foi como voluntário para a guerra.




Família confirma morte de curitibano na Ucrânia

Família confirma morte de curitibano na Ucrânia

O paranaense Antônio Hashitani, de 25 anos, morreu em combate na cidade de Bakhmut, na Ucrânia, de acordo com familiares. Hashitani estava na guerra contra a Rússia, que dura mais de um ano e meio, como voluntário de um grupo paramilitar.

O estudante era curitibano, e a notícia, conforme os familiares, chegou por meio de um telefonema do Itamaraty para a irmão de Antônio Hashitani nesta segunda-feira (7). Contudo a morte pode ter ocorrido entre 2 ou 3 de agosto.

Foi informado também que a embaixada brasileira irá providenciar o atestado de óbito e o translado do corpo.

O Ministério das Relações Exteriores, por sua vez, afirmou que foi comunicado pelas autoridades ucranianas e está em contato com os familiares de Antônio para prestar assistência.

Antônio Hashitani, de 25 anos — Foto: Arquivo pessoal

Antônio era estudante de medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), em Curitiba, que lamentou a morte.

“A PUCPR expressa condolências e solidariedade aos familiares e amigos de Antonio Hashitani, estudante de medicina da PUCPR que lutou no exército da Ucrânia e faleceu em combate na região da cidade de Bakhmut, na última quarta-feira (02). Estendemos nossos sentimentos e forças ao povo ucraniano diante do quadro de violência e guerra que enfrentam” diz a nota.

Brasileiros na guerra entre Ucrânia e Rússia

Bakhmut sedia uma das frentes mais sangrenta do conflito. Diversos brasileiros se voluntariaram para lutar na guerra, em apoio à Ucrânia.

Adilson de Andrade é um deles. Ele afirmou que ficou sabendo da morte de Antônio Hashitani por um grupo do WhatsApp formado por soldados brasileiros.

“Infelizmente é uma má notícia. Já é o quarto brasileiro que é morto em combate. Todos os brasileiros aqui estão chocados. Todo mundo triste…Realmente, aqui, é muito perigoso. Todo dia tem mortes aqui de soldados ucranianos, voluntários e inimigos também”.

“As cidades estão destruídas. Por onde a gente passa, está tudo destruído. Com o pessoal do campo, a gente está na área rural, tudo destruído. As máquinas agrícolas destruídas, galpões destruídos, animais mortos”.

VÍDEOS: mais assistidos do g1 Paraná

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ucrania-diz-que-prendeu-mulher-que-participou-de-plano-russo-para-tentar-matar-zelensky

G1 Mundo

Ucrânia diz que prendeu mulher que participou de plano russo para tentar matar Zelensky

De acordo com o Serviço de Segurança da Ucrânia, a mulher foi descoberta justamente no momento em que estava relatando as informações aos invasores (ou seja, aos russos). Volodymyr Zelensky em uma visita a Donetsk — Foto: Ukrainian Presidential Press Service/Reuters O Serviço de Segurança da Ucrânia prendeu uma informante da Rússia que estava envolvida em um plano para assassinar o presidente Volodymyr Zelensky, de acordo com informações do governo […]

today7 de agosto de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%