G1 Mundo

EUA vão parar de fornecer à Rússia alguns dados de armas nucleares do novo tratado START

today2 de junho de 2023 17

Fundo
share close

Assinado em 2010 e com vencimento em 2026, o novo tratado START limita o número de ogivas nucleares estratégicas que os países podem implementar.


Imagem de arquivo mostra o lançamento do míssil balístico interncontinental Minuteman III durante um teste operacional nos Estados Unidos em 2017. — Foto: via Reuters



Os Estados Unidos disseram que vão parar de fornecer à Rússia algumas notificações exigidas pelo novo tratado START de controle de armas a partir desta quinta-feira (1º), incluindo atualizações sobre a localização de seus mísseis e lançadores, para retaliar as “violações contínuas” de Moscou ao acordo.

Em uma ficha técnica em seu site, o Departamento de Estado dos EUA disse que também deixaria de fornecer à Rússia informações de telemetria — dados coletados remotamente sobre o voo de um míssil — sobre lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais e submarinos dos EUA.

O presidente russo, Vladimir Putin, não se retirou formalmente do tratado, que limita a implantação de arsenais nucleares estratégicos. Em 21 de fevereiro, ele disse que a Rússia suspenderia a participação no pacto, colocando em risco o último pilar do controle de armas entre russos e norte-americanos.

Assinado em 2010 e com vencimento em 2026, o novo tratado START limita o número de ogivas nucleares estratégicas que os países podem implementar. Sob seus termos, Moscou e Washington podem implantar não mais do que 1.550 ogivas nucleares estratégicas e 700 mísseis e bombardeiros terrestres e submarinos para lançá-los.

“A partir de 1º de junho de 2023, os Estados Unidos estão retendo da Rússia notificações exigidas pelo tratado, incluindo atualizações sobre o status ou localização de itens responsáveis pelo tratado, como mísseis e lançadores”, informa a ficha técnica do Departamento de Estado dos EUA. A nota diz que a Rússia parou de fornecer os dados no final de fevereiro.

Um funcionário do governo Biden disse que os Estados Unidos “continuarão a aderir aos limites centrais [do tratado]… e esperam que a Rússia continue a fazê-lo também”.

Falando a jornalistas sob condição de anonimato, o funcionário disse que as medidas dos norte-americanos são reversíveis e que os Estados Unidos estão tentando atrair Moscou de volta às negociações de controle de armas, uma perspectiva improvável, dada a invasão russa da Ucrânia em fevereiro de 2022 e o fornecimento de armas dos EUA a Kiev.

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

medicina-integrativa:-conheca-a-abordagem-inovadora-da-clinica-solle

G1 Santos

Medicina Integrativa: Conheça a abordagem inovadora da Clínica Solle

Famosas como Rihanna, Adele e Madonna já apostaram na soroterapia, tipo de infusão de vitaminas e minerais muito utilizada na medicina integrativa – método que une fatores físicos, emocionais e mentais para cuidar e principalmente melhorar o cotidiano das pessoas, tanto dos homens como das mulheres. Em Santos, a Clínica Solle é a alternativa ideal para quem busca longevidade, saúde e, consequentemente, beleza. A Solle Medicina Integrativa foi fundada há […]

today2 de junho de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%