G1 Santos

Ex-apresentador detido por tráfico de drogas tem prisão preventiva decretada

today29 de fevereiro de 2024 10

Fundo
share close

Segundo o delegado Fabiano Barbeiro, da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), Carrião foi detido com mais oito suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas na região, em uma operação chamada ‘Domo de Ferro’.

“Marcelo, cujo apelido é ‘Vovozinho’, seria o principal articulador e fornecedor de drogas para esse pessoal”, afirmou o delegado Barbeiro. “Estamos apurando, agora, as fontes de quem o Marcelo comprava esses entorpecentes”.

De acordo com o advogado Marcelo Cruz, responsável pela defesa de Carrião, a Justiça entendeu que todos os presos durante a operação deveriam ter a prisão preventiva decretada. Ele explicou que trata-se de uma decisão sem análise de culpa.



O advogado explicou à equipe de reportagem que o ex-apresentador alegou à Polícia Civil que a droga encontrada era para consumo próprio. Com Carrião, foram apreendidos aproximadamente 1 kg de maconha, uma balança de precisão, um celular e utensílios para embalar os entorpecentes.

Ex-apresentador de telejornal, Marcelo Carrião foi preso em flagrante por tráfico de drogas — Foto: Reprodução e Divulgação/Polícia Civil

“Para não ter a sua imagem veiculada a essas bocas de entorpecentes, onde compram-se as drogas, geralmente, quando ele pode, ele já pega em uma quantidade um pouco maior“, afirmou Marcelo Cruz.

No celular de Carrião e no aparelho de uma das mulheres que comandavam um ‘disk drogas’ na cidade (veja mais abaixo), a Polícia Civil disse ter encontrado conversas do ex-apresentador vendendo drogas. À equipe de reportagem, a defesa negou a venda de entorpecentes.

O advogado afirmou ao g1 que preparará um habeas corpus — medida judicial para garantir a liberdade do suspeito — ainda nesta quinta-feira. O pedido será enviado para o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP).

O advogado acrescentou que Carrião é réu primário, tem bons antecedentes, exerce o jornalismo há 30 anos e mora há mais de 20 no mesmo local. Além disso, tem uma família constituída com dois de três filhos menores de idade. Segundo Marcelo, estes fatores são essenciais para o pedido de soltura.

Marcelo Carrião, repórter e apresentador, foi preso em flagrante com drogas em Santos (SP) — Foto: Reprodução

Fornecedores e ‘disk drogas’

Os nove presos, segundo o delegado Leonardo Rivau, da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), eram os fornecedores de entorpecentes para o ‘disk drogas’, comandado pelas mulheres (veja detalhes abaixo). Os suspeitos foram identificados a partir da apreensão de um celular encontrado com elas.

Nesse aparelho, ainda de acordo com o delegado Rivau, foram encontradas diversas conversas de Carrião com uma das mulheres. “Ele ofereceu a droga, ela fez o pedido e combinou a entrega para que pudesse comprar e revender no Gonzaga (bairro nobre de Santos)”, explicou.

Polícia Civil localiza estufas de maconha no litoral de SP

Polícia Civil localiza estufas de maconha no litoral de SP

Na Operação ‘Domo de Ferro’, a Polícia Civil cumpriu nove mandados de busca e apreensão na Baixada Santista, nesta quarta-feira (28). Os delegados acrescentaram que, destes, seis suspeitos foram detidos – entre eles, Carrião.

As investigações prosseguem em busca dos outros três, que ainda não foram localizados. Além deles, a corporação prendeu mais três pessoas, identificadas a partir de conversas em celulares apreendidos.

“Nos locais, foram encontrados os suspeitos com uma quantidade de droga, que ainda estamos apurando. Neste [local], em particular, encontramos uma plantação de dois irmãos que são fornecedores de drogas para um dos alvos [da operação]”, afirmou o delegado.

Nas imagens, obtidas pelo g1, é possível ver três ‘barracas’ com os pés de maconha na casa localizada na Rua Joaquim Nabuco, no bairro Vila Matias, em Santos. Essas estufas contavam, inclusive, com ventiladores no interior e iluminação especializada (assista acima).

Dupla comandava esquema de 'disk drogas' em Santos (SP)

Dupla comandava esquema de ‘disk drogas’ em Santos (SP)

Duas mulheres, de 19 e 23 anos, foram detidas suspeitas de traficar entorpecentes por meio de um ‘disk drogas’, no dia 6 de fevereiro, em Santos (SP).

Em entrevista à TV Tribuna, emissora afiliada da Globo, o delegado da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), Leonardo Rivau, explicou à época que uma delas realizava as entregas das drogas. O vídeo acima, inclusive, mostra a suspeita entregando entorpecentes para dois homens.

A companheira dela, por sua vez, era responsável pela logística do tráfico de drogas em um apartamento no bairro Gonzaga. De acordo com o delegado, a suspeita também fazia a intermediação com as pessoas — ainda não identificadas — que forneciam os entorpecentes para elas.

Carrião se formou em jornalismo na Universidade Católica de Santos, em 1995.

Ele trabalhou como produtor e repórter na TV Mar, afiliada à TV Manchete, entre 1993 e 2005, e repórter da Rede Record, entre 2005 e 2011. Conforme divulgado por ele na internet, o último trabalho foi no SBT, como repórter e apresentador de telejornal, entre 2012 e 2024.

O g1 entrou em contato com o SBT e a emissora informou que Carrião não trabalha mais no local e não tem nada a declarar.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

testemunhas-negam-confronto-entre-pm-e-suspeitos-em-operacao-com-5-mortos:-‘chegaram-atirando’

G1 Santos

Testemunhas negam confronto entre PM e suspeitos em operação com 5 mortos: ‘chegaram atirando’

No boletim de ocorrência (BO) consta que policiais foram alvos de tiros enquanto estavam em ação contra o tráfico de drogas e reagiram, atingindo os suspeitos, com idades entre 17 e 32 anos (saiba mais abaixo). No entanto, moradores afirmam que a dinâmica foi diferente. Segundo a população, um dia antes da operação, policiais militares estiveram no local procurando por um drone que teria desaparecido após apresentar um problema e […]

today29 de fevereiro de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%