G1 Santos

Faxineiro de prédio é agredido por morador após discussão sobre traje de banho: ‘humilhado’; VÍDEO

today5 de março de 2024 7

Fundo
share close

O caso aconteceu no Condomínio Edifício Residencial Vinhas, no bairro Guilhermina. Ao g1, o faxineiro Publio Neto disse que foi “humilhado” e, por conta do ocorrido, ficou afastado do serviço por atestado médico até esta terça-feira. “Estou me sentindo inferior, com muitas dores no corpo e na cabeça. Não estou conseguindo dormir de noite. Estou com o psicológico abalado”, desabafou Publio.

Em nota, o condomínio citou que as imagens mostram o faxineiro “perseguindo” e “importunando” a mulher após a discussão pelos trajes de banho. Apesar disso, o edifício ressaltou que não compactua com qualquer tipo de violência e, se “qualquer agressão tiver de fato ocorrido, serão os condôminos penalizados” (leia o posicionamento completo no fim da reportagem).

O g1 tentou contato com o casal e com a empresa responsável pela limpeza do edifício, mas não os localizou até a última atualização desta reportagem.



Faxineiro é agredido a socos após discussão com morador de condomínio em Praia Grande (SP) — Foto: Publio Neto

Segundo Publio, a situação começou após ele ter orientado o casal a sair do prédio pela porta lateral, uma vez que é proibido circular pela entrada principal usando trajes de banho.

“Ele [morador] olhou para a minha cara e falou: ‘Eu não estou sujo e nem estou com cooler. Vai para merda, vai procurar cagar. Fica aí limpando'”, afirmou o faxineiro.

Publio acrescentou que, após as ofensas, entrou em contato com o síndico, que o orientou a registrar a ocorrência junto ao número do apartamento do casal no caderno do condomínio.

O faxineiro explicou que até aquele momento sequer tinha visto o casal ou sabia onde moravam, já que trabalha no local há apenas três meses, desde que chegou de Salvador (BA).

Volta da praia e perseguição

O funcionário afirmou que, quando o casal voltou da praia, tentou entrar no elevador junto com eles para descobrir o número do apartamento. É nesse momento que Publico começa a seguir e filmar o casal. Ele chega a colocar o pé na porta do elevador para entrar, mas é impedido pelo morador.

A situação causou nova discussão. O casal, portanto, resolveu deixar o elevador e seguir até o apartamento pelas escadas. E, mais uma vez, o faxineiro os seguiu filmando os moradores. No vídeo, o homem aparece puxando, sem sucesso, o celular da mão de Publio.

Sem conseguir pegar o aparelho, o morador desiste de impedir a gravação e continua em direção ao apartamento. A esposa, porém, permanece no local discutindo com o funcionário.

A mulher interrompe o bate-boca e tenta voltar ao elevador, mas, novamente, o faxineiro força uma entrada na cabine. Ela pediu: “Para de me atormentar”.

E continuou: Por que você não vai [não completou a frase]? Porque eu sou proprietária e você é faxineiro. Eu posso dividir [o elevador], só que com você eu não posso”, disse a moradora.

Faxineiro seguiu os moradores para descobrir número de apartamento — Foto: Publio Neto

A mulher voltou para as escadas, com o faxineiro ainda atrás dela. A moradora disse que ele “não conhece o marido dela”, e o rapaz questionou se a fala havia sido uma ameaça. Ambos ficaram em silêncio até chegarem Em frente do apartamento.

O morador, que já estava na porta do imóvel, correu em direção ao faxineiro, mas escorregou em um cooler. Em seguida, ele alcançou o funcionário e aplicou diversos socos nele.

“Socorro! Socorro! Socorro!”, gritou o faxineiro, enquanto era agredido pelo morador.

Após se desvencilhar do morador, Publio foi até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) da cidade, onde registrou um boletim de ocorrência de ‘lesão corporal e injúria’ contra o casal.

Em nota, o Condomínio Edifício Residencial Vinhas afirmou que o síndico prestou apoio imediato ao faxineiro. Ele teria perguntado se o funcionário precisava de algo e se estava em condições para trabalhar, mas Publio respondeu que a situação era “chata”, embora não visse a necessidade de suspender o serviço.

Ainda segundo o condomínio, o faxineiro alegou ter sido agredido verbalmente e fisicamente pelo morador. “O que vemos nas imagens é o funcionário praticando verdadeiro ato de perseguição e importunação em desfavor da condômina, que encarecida e repetidamente pedia para não ser seguida”, pontuou o edifício.

Por fim, o condomínio ressaltou que não compactua com nenhuma ação de violência e está empenhado na apuração dos fatos. “Se qualquer agressão tiver de fato ocorrido, serão os condôminos penalizados na forma da convenção coletiva e da lei positivada”, concluiu.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

homem-e-filmado-vandalizando-sinagoga-israelita:-‘ato-de-terrorismo’,-diz-lider-do-templo;-video

G1 Santos

Homem é filmado vandalizando sinagoga israelita: ‘ato de terrorismo’, diz líder do templo; VÍDEO

Um homem, de identidade ainda não revelada, pichou ofensas contra Israel no muro de uma sinagoga no bairro Macuco, em Santos, no litoral de São Paulo. Imagens de monitoramento obtidas pelo g1, nesta terça-feira (5), mostram que ele escreveu "paz" ao lado de "Israel terrorista". Esta é a segunda vez que um templo judaico é vandalizado na cidade em 2024. O vídeo mostra o suspeito se aproximando de bicicleta da […]

today5 de março de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%